Hoje saiu mais uma dieta nova. Experimenta durante um mês, espera que os milagres aconteçam e, como não vê resultados, desiste. Isto é uma das causas que levam à falha sucessiva das dietas. Mas isso já você sabia!

Estas dietas da moda dão resultado (se derem) só durante algum tempo; depois volta tudo ao mesmo… E porquê? Porque os velhos hábitos (que, no fundo, nem mudaram assim tanto) regressam à sua vida… E a mudança… Essa durou apenas algum tempo e, mais uma vez, fica a frustração e a zanga consigo próprio por não ter conseguido. Por, mais uma vez, ter falhado.

15 alimentos que libertam o organismo de toxinas
15 alimentos que libertam o organismo de toxinas
Ver artigo

E, portanto, como vê que não consegue sozinho, decide procurar ajuda. Vai a um nutricionista, que lhe passa uma dieta específica para o seu metabolismo. As coisas parecem estar a correr bem; o peso começa a diminuir e sente-se melhor consigo próprio. Contudo, um dia comete um deslize (quem não o faz?) e sente que pode vir a falhar. Passado um tempo sente que já está farto de comer verdes todos os dias e desiste. Como em 80% de todas as dietas. E sabe porquê? Por uma razão muito simples: a mente não tinha mudado até então.

E o que é isto de mudar a mente? É simples. Não podemos querer mudar o nosso corpo e emagrecer “para sempre”, se não mudamos a nossa forma de ver as coisas. A nossa forma de ver a dieta. A nossa forma de ver um novo estilo de vida mais saudável. E, portanto, tem de haver um equilíbrio entre o corpo e a mente, para que os resultados sejam satisfatórios e, claro, duradouros.

O autocontrolo

Há muitos anos atrás comíamos para sobreviver, é um facto. E, apesar de termos evoluído, muitas vezes também comemos como “se não houvesse amanhã”. Mas isto é um impulso que temos. A boa notícia? É que ao mudar a mente, conseguirá controlar estes impulsos com a comida e, principalmente, a ter autocontrolo das situações da sua vida, equilibrando corpo-mente. Pode aprender a re-programar o seu cérebro a dizer que não a diversos tipos de alimentos.

Como é que isso se faz? Mudando os seus pensamentos. Gosto de dizer que todos nós temos pensamentos bons (adaptativos) e pensamentos maus (não adaptativos). O grande problema na falha das dietas é precisamente esse: já é um pensamento mau que está “gravado” na sua mente. Ao alterá-lo e transformá-lo em pensamento bom, as coisas serão muito mais fáceis e as dietas começam a dar lugar a um novo estilo de vida saudável.

Para ter sucesso numa dieta, precisará de enfrentar os seus maiores defeitos, incapacidades e limitações. O psicólogo especialista no emagrecimento não vai acabar com a obesidade, de um dia para o outro. Vai sim, fazê-lo entender o porquê de ter chegado até onde chegou e de que forma é que vai sair dessa situação. A caminhada é sua.

Sabia que um estudo nos Estados Unidos relata ser possível treinar a mente a preferir alimentos saudáveis com poucas calorias e alimentos pouco saudáveis e com muitas calorias? Pois é. Certamente que quando nascemos o nosso prato preferido não eram batatas fritas com hamburgueres e, antes de ir para cama, um pacote de bolachas ou um balde de gelado. O que quero dizer com isto? Que os hábitos se foram criando e a mente adaptando-se a esses hábitos. E sabe bem que nós somos feitos de hábitos e que a palavra mudança, para nós, é muito temida. Mas agora pergunto: se podemos ter novos hábitos mais saudáveis e mudar, para melhor, porque não o fazemos? Porque é difícil? E o que não é difícil, na vida?

Sabia também que os programas de perda de peso que têm mais resultados duradouros são aqueles em que existe acompanhamento psicológico (coaching)? Portanto, o primeiro passo é procurar um psicólogo especialista em emagrecimento ou um programa de emagrecimento que na sua equipa tenha um psicólogo, para o ajudar a mudar a sua mente a forma como reage às dietas. Tudo pode ser mais fácil e, principalmente, pode aprender a ser feliz enquanto perde peso e a não esperar perder o peso todo estipulado para ser feliz…

O que ganha com isto tudo?

  • Ganha uma nova postura perante as dietas, ou melhor, perante a vida;
  • Percebe que não é o único a errar e a querer desistir. Todos nós passamos por isso, só temos de aprender a saber gerir os equilíbrios do dia a dia;
  • Com a mudança da mente, não é necessário fazer um grande esforço para alcançar um objetivo muito pequeno;
  • Aprenderá a ter força de vontade e motivação;
  • Saberá quais são, na realidade, os objetivos que quer, e como eles irão afetar a sua vida;
  • Aprenderá a ter autocontrolo, determinação, poder de escolha, poder de tomada de decisões e persistência (englobará tudo na vida);
  • Aprenderá estratégias e técnicas a diversos níveis, para manter uma dieta equilibrada, assim como a prática de exercício físico;
  • Aprenderá a gostar de si porque no fundo, se não gostar de si, quem gostará?

Não se esqueça se não mudar a sua mente em relação à sua dieta ou ao seu novo estilo de vida, o dia de amanhã será sempre igual ao dia de ontem.

Um artigo de Mafalda Leitão, psicóloga especialista em emagrecimento nas Clínicas Em Forma.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.