Uma grande parte da população, especialmente o grupo social das mulheres e dos idosos, sente frio nas extremidades, sobretudo nas mãos e nos pés, mesmo que a temperatura ambiente e a temperatura corporal seja considerada a normal, sem grandes oscilações. Esta sensação de frio deve-se a uma circulação periférica deficiente, para além da exposição a temperaturas frias, agravando-se, habitualmente, depois das refeições e, também, à noite, quando dormimos.

O que comer e beber para prevenir o problema?

Deve ingerir alimentos ricos em vitamina C para melhorar a circulação. Além de citrinos como a laranja, a toranja, o limão e a lima, deve aumentar, nesta fase, o consumo de morangos, de verduras de folha verde, de pimentos, de alho e de gengibre. Os alimentos ricos em vitamina E também são recomendados, para estimular e fortalecer os capilares. como é o caso de frutos secos como as nozes, as avelãs e as amêndoas, os brócolos, os abacates e cereais os integrais.

Muitos especialistas, nacionais e internacionais, recomendam ainda a ingestão de infusões bem quentes de gengibre, que fazem subir a temperatura do organismo. Nos períodos mais frios, além de chás e de bebidas quentes, deve também procurar reforçar o consumo de sopas e de cremes de vegetais. Estas confeções devem ser, idealmente, preparadas com leguminosas como o feijão e o grão-de-bico e com vegetais verdes como o espinafre, o grelo, o nabo e a couve.

"As extremidades podem ainda arrefecer por causa de uma circulação periférica deficiente, que pode melhorar com alimentos ricos em vitamina C", refere a nutricionista Magda Roma. Entre outros dos que os especialistas mais recomendam inclui-se ainda, em alimento ou em sumo, a goiaba, a papaia, o quivi, a manga, as couves-de-bruxelas, o ananás, a carambola e o melão-cantaloupe-americano. A couve-flor, cozida em água e (pouco) sal, é outra das recomendações.

O que reduzir ou evitar para prevenir o problema?

Para deixar de sentir frio nas mãos, há que eliminar os alimentos ricos em gordura, que dificultam a circulação sanguínea e que não têm grandes vantagens nutricionais para o organismo, como é o caso dos enchidos, dos molhos e dos patés, dos fritos e da manteiga e, logicamente, dos alimentos ricos em colesterol, como é o caso da gema de ovo, da pastelaria industrial, dos cremes, do ketchup e dos laticínios gordos, que são mais ricos em gordura.

Texto: Madalena Alçada Baptista com Magda Roma (nutricionista)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.