Kathryn Bruton, a irlandesa autora do livro “Saladas Inspiradas” (edição Vogais) confessa-nos: “adoro comida”, o que inclui legumes, vegetais e frutas vibrantes, mas também carnes brancas, vermelhas, caça, queijos. Kathryn tem, contudo, preocupações com a sua saúde o que passa, inevitavelmente, pela componente alimentar.

Desafiando-se esta inventora de receitas criativas, apresenta no seu livro, a aqui, receitas que, não nos privando de uma cozinha saborosa e diversa, nos apresentam saladas que nunca ultrapassam as 300 calorias.

“As saladas são geralmente vítimas de estereótipos, apesar de nada corresponder menos à verdade”.

Saiba como escolher os vinhos para as saladas
Saiba como escolher os vinhos para as saladas
Ver artigo

“Para criarmos receitas saudáveis e pobres em calorias, devemos utilizar os ingredientes que mais apreciamos, mesmo os mais ricos, jogando com as quantidades e o equilíbrio. O objetivo é conseguir um prato que não nos faça sentir que estamos a perder as melhores coisas”.

Os livros de culinária são a paixão de Kathryn e tem estado envolvida na criação de muitos, de autores tão variados quanto Diana Henry, Rachel Allen e Lorraine Pascale.

Também trabalhou com o Great British Bake Off e colaborou com revistas de culinária como a Jamie Oliver, Delicious, BBC Good Food e Vegetarian Living.

Vigorosa salada proteica

Comece por fazer o molho. Bata todos os ingredientes com a varinha mágica até obter uma pasta uniforme. Misture a carne com uma colher de sopa de molho de soja, o óleo e as sementes de sésamo. Tempere com sal e pimenta.

Frite numa frigideira antiaderente seca, em lume forte, durante 10 a 15 minutos, até ficar dourada e crocante. Reserve.

Cubra a massa de arroz com água a ferver e deixe repousar cerca de cinco minutos. Escorra e passe por água fria. Deite a outra colher de molho de soja e envolva.

Distribua os noodles, a pak choi, os rabanetes, o funcho, o feijão e os coentros por quatro tigelas grandes e deite o molho por cima.

Limpe a frigideira e leve‑a novamente ao lume com azeite. Parta os ovos diretamente para a frigideira e cubra‑a com uma tampa grande ou um tabuleiro de forno.

Quando as claras ficarem bem cozidas e a gema estabilizar (cerca de quatro a cinco minutos), retire do lume e deite por cima da salada. Sirva imediatamente.

Para acompanhar a salada passo-a-passo e conferir os ingredientes basta clicar na imagem.

Vigorosa salada proteica

Salada de frango com caril verde à tailandesa

Triture os ingredientes para a pasta até obter uma mistura uniforme. Reserve 100 g e congele o resto.

Disponha as coxas de frango entre duas folhas de película aderente ou papel vegetal e bata‑lhes com o rolo da massa, até a carne ficar bem fina.

Numa tigela, misture a pasta de caril com o leite de coco, junte o frango e deixe a marinar durante, pelo menos, 30 minutos, ou, se for uma pessoa organizada, de um dia para o outro.

Coza o arroz, seguindo as instruções da embalagem.

Quando estiver pronto, passe‑o por água fria, deixe‑o arrefecer e, em seguida, coloque‑o numa saladeira com os legumes já preparados.

Retire o frango da marinada, limpando‑o o melhor que puder, e reserve.

Aqueça bem a frigideira e grelhe as coxas cerca de quatro minutos de cada lado. Talvez seja necessário grelhá-las aos poucos. À medida que forem ficando prontas, reserve‑as num local quente.

Desprenda os sucos que ficaram na frigideira com o vinagre de arroz.

Deite a marinada, 100 ml de água e o molho de peixe. Deixe ferver durante três a quatro minutos. Prove novamente para retificar os temperos, adicionando mais molho de peixe ou sumo de lima, se necessário.

Deite o molho quente sobre os legumes crus e o arroz e misture tudo. Distribua em tigelas, cubra com o frango quente e sirva.

Para acompanhar a salada passo-a-passo e conferir os ingredientes basta clicar na imagem.

Salada de frango com caril verde à tailandesa

Papaia verde, manga e bife mal passado

Coloque as cebolinhas cortadas em juliana numa tigela com água bem fria e reserve. Isto torna as cebolinhas estaladiças e fá-las encarquilhar lindamente.

Deite um fio de azeite sobre a carne e tempere. Frite o bife numa frigideira bem quente, durante um a dois minutos de cada lado — um pouco mais, se o bife for grosso (embora deva ser bastante fino). Reserve.

Trate do molho. Com um almofariz, esmague o alho, a malagueta e o açúcar, até obter uma pasta uniforme. Junte o sumo de lima, o molho de peixe e uma colher de sopa de água.

Misture bem e reserve.

Rale finamente a papaia e a manga. Gosto de utilizar o acessório de ralar da mandolina, mas se a fruta estiver demasiado mole, o melhor é cortar finamente a fruta em juliana à mão.

Quando estiver pronta para servir, junte a papaia, a manga, as cebolinhas e as ervas aromáticas com o molho.

Corte a carne contra os nervos em fatias bem finas e sirva ao lado, guarnecida com as sementes de sésamo, as chalotas fritas estaladiças, os amendoins e a malagueta.

Para acompanhar a salada passo-a-passo e conferir os ingredientes basta clicar na imagem.

papaia verde, manga e bife mal passado

Legumes assados e cuscuz gigante

Este é o tipo de salada que agrada a todos e uma das que mais sirvo quando recebo convidados. Não precisa de utilizar cuscuz gigante — pode escolher os cereais que preferir ou tiver à mão. Resista à tentação de apresentar os legumes todos numa só travessa, onde irão suar e cozer a vapor, em vez de assar. Divida-os em duas travessas, formando uma só camada. (Se as suas travessas forem pequenas, talvez tenha de assar os legumes em duas porções.) O molho salsa verde combina aqui muito bem, pois corta um pouco a doçura dos vegetais.

Aqueça previamente o forno a 200 °C/intensidade 6.

Forre dois tabuleiros de ir ao forno grandes com folha de alumínio e reserve. Corte as beringelas, as curgetes e os pimentos. Eu gosto de os cortar em pedaços bem pequenos (cubos de mais ou menos 1 cm), mas pode cortá-los maiores.

Ponha os legumes numa tigela grande, juntamente com a cebola roxa, as ervas aromáticas e uma pitada generosa de sal e pimenta.

Junte o azeite e, com as mãos, misture delicadamente os legumes, até ficarem bem envolvidos.

Espalhe uma camada uniforme nos tabuleiros e deixe assar durante 20-25 minutos. Entretanto, numa panela, ponha o caldo a cozer em água a ferver. Junte o cuscuz e deixe cozer 10-12 minutos, até ficar al dente. Escorra, passe por água fria e reserve.

Quando todos os legumes estiverem assados, deixe-os arrefecer ligeiramente e misture-os no cuscuz.

Regue com o molho salsa verde, enfeite com salsa picada e sirva.

Para acompanhar a salada passo-a-passo e conferir os ingredientes basta clicar na imagem.

Legumes assados e cuscuz gigante

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.