Sabemos que a ajuda de amigos ou familiares pode ser fundamental para que consiga vencer os contratempos que podem surgir, mas nem sempre as pessoas que mais nos apoiam estão connosco quando precisamos. Tem de perceber que por vezes a melhor forma de ficar bem consigo mesmo, só depende de si.

É com isto em mente que Kristen Neff, professora na Universidade do Texas distingue auto-confiança da ‘auto-compaixão’. Quanto à auto-estima, que para a professora está dependente da percepção que temos do sucesso dos outros, a ‘auto-compaixão’ advém do facto de percebemos que sofrer não deve ser visto como uma fraqueza, ao mesmo tempo que devemos ser calorosos e caridosos connosco próprios.

Para tal, Kristen Neff sugere três formas que o podem ajudar a ultrapassar os problemas sem depender dos outros:

Ponha a mão junto do seu coração: “Enquanto seres humanos, respondemos de forma positiva ao calor e ao toque, e por vezes o corpo responde a esses estímulos antes que o próprio cérebro” diz Kristen.

Fale consigo mesmo: Ao referir-se a si próprio na terceira pessoa como “Podes passar por um mau bocado agora mas mereces ser feliz”, ajuda a que se distancie do problema e que o veja de forma muito mais pragmática.

Arranje uma alcunha: Pode parecer estranho, mas ao inventar uma alcunha para si mesmo, ajuda que fique com a sensação de que está a falar com outra pessoa, sem precisar de a ter junto de si.

João Miguel Silva

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.