A resposta à pergunta é sim, podem, mas sempre com moderação. "Mais do que atuar como causa para o desenvolvimento de diabetes, o consumo de álcool pode interferir no controlo glicémico, uma etapa essencial no controlo da doença", esclarece um artigo do Diabetes 365º, um projeto informativo que pretende auxiliar os portugueses a combater a doença. "As bebidas alcoólicas habitualmente têm um valor calórico elevado, estando o seu consumo regular e em demasia associado a efeitos nefastos no curto e no longo prazo", adverte.

Para além de poderem gerar picos de glicemia, também podem contribuir para o aumento do risco de hipoglicemia, uma baixa súbita de açúcar no sangue, potenciando o risco de emergência médica. Essa ingestão também pode contribuir para o excesso de peso da população em geral e não apenas dos diabéticos. "O consumo de bebidas alcoólicas, neste caso particular, de vinho, desde que moderado, não está absolutamente contraindicado em pessoas com diabetes", sublinha o projeto de literacia de saúde multiplataforma.

Os diabéticos podem beber cerveja sem álcool ou também não é aconselhado?
Os diabéticos podem beber cerveja sem álcool ou também não é aconselhado?
Ver artigo

"No entanto, é sempre necessário ter em conta se é ou não portador de outras doenças e/ou fatores de risco individuais", adverte o Diabetes 365º. "É recomendado um consumo abaixo de 14 unidades de álcool por semana, tanto para homens como mulheres, tentando espaçar ao máximo essa ingestão ao longo da mesma. Trocando isto por miúdos, como se diz popularmente, não deve consumir mais de seis copos médios de vinho por semana", refere ainda. Esta é também a quantidade aconselhada pela maioria dos médicos que acompanham estes doentes um pouco por todo o planeta.

E deve, idealmente, ingeri-lo sempre às refeições. "É importante referir que, o teor alcoólico varia consoante o tipo de bebida e, como tal, este número recomendado para o vinho poderá ser menor em outras bebidas alcoólicas, como por norma sucede nas bebidas destiladas, como o uísque", avisa. "Se tem diabetes e está sob terapêutica com insulina, é recomendável que se informe junto do seu médico acerca das possíveis implicações que o consumo possa ter na gestão da mesma", aconselha ainda o Diabetes 365º.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.