Em Portugal, a "Mind | Psicologia Clínica e Forense", em parceria com a Pet B Havior, tem vindo a disponibilizar intervenção assistida com cães em diversas áreas.

Mauro Paulino, psicólogo clínico e forense que é coordenador da "Mind | Psicologia Clínica e Forense", afirma que "este serviço é completamente desenhado à medida das necessidades do caso concreto. É uma intervenção que pode ocorrer em espaço interior e/ou exterior, inclusive em domicílio, contando com a presença do psicólogo e a colaboração do cão, no desenvolvimento de um programa terapêutico e/ou reabilitador".

Pedro Paiva, especialista em comportamento canino fundador da Pet B Havior, destaca que "é uma intervenção que ocorre com total respeito pela integridade do animal. Aliás, pelo treino que antecipa a intervenção e toda a dinâmica, o animal retira prazer do momento, considerando-o como um jogo".

Benefícios

Os benefícios da intervenção assistida com cães podem verificar-se em várias áreas, como exemplifica Mauro Paulino, ao referir que é "uma lógica de intervenção integrada. A componente emocional, cognitiva, comunicativa, social, comportamental, sensorial e física".

Para dar uma resposta eficaz às necessidades da intervenção, Pedro Paiva sublinha a importância do perfil dos cães facilitadores. "Apesar de nem sempre ter sido consensual que os cães possuem traços de personalidade, o que é facto é que os animais também possuem esta particularidade e faz com que se comportam de maneiras específicas em situações diferentes. A escolha dos cães facilitadores tem critérios de seleção altamente exigentes no que concerne às características temperamentais destes animais, muito antes do seu treino para esta função", diz.

A psicologia e a intervenção assistida com cães: que benefícios?

Na opinião do especialista em comportamento canino, "o afeto é uma emoção presente em relações intra e interespecíficas estabelecidas pelos cães. Esta emoção está diretamente interligada ao carinho, permitindo ao cão formar vínculos seguros e equilibrados com a figura humana. Este é um processo de experimentação de emoções fundamentalmente positivas".

Mauro Paulino afirma que "a intervenção assistida com cães não é uma solução milagrosa para todos os casos. É uma abordagem técnica e científica rigorosa que de facto mostra mais valias em várias questões, tais como dificuldades de aprendizagem, gestão de relações familiares e restabelecimento do vínculo parental e/ou familiar, trissomia 21 ou mesmo com população mais sénior, por exemplo, com demências".

Em termos psicológicos, Mauro Paulino sublinha que os benefícios são vários, "desde o aumento do afeto positivo, dos níveis de relaxamento, com níveis mais elevados de humor, contribuindo para a redução de sintomas depressivos, de ansiedade, de isolamento. Em crianças, ajuda a promover competências de socialização e interação, no sentido da comunicação, sensibilidade social e confiança interpessoal, contribuindo para uma maior autoestima e autonomia, aumenta a capacidade de atenção e memória, por sua vez, com repercussões nos resultados escolares".

A intervenção assistida com cães cumpre todo um conjunto de medidas protocolares de saúde e bem-estar nos cães facilitadores, que assenta na acreditação a que estes animais estão sujeitos no Instituto de Educação e Ciências de Lisboa, como forma de garantir a saúde e bem-estar do animal no exercício da sua atividade e também dos interlocutores.

Um resumo em imagens

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.