A pedicu­lose é uma doença cutânea provocada por uma infestação de piolhos no couro cabeludo, um problema que afecta 5 a 15% das crianças em idade escolar, sendo mais comum nas raparigas do que nos rapazes.

Os piolhos são parasitas que medem entre 3 e 4 mm e que se prendem ao cabelo graças aos ganchos que têm nas suas seis patas. Alimentam-se do sangue que extraem através de uma picada que produz comichão e reacção alérgica.

Como se contagia

Através de roupa, gorros, acessórios de cabelo, toalhas, pentes, almofa­das ou bonecos de pelúcia que tenham estado em contacto com pessoas com piolhos.

Este parasita faz o ninho na cabeça, pode viver até 30 dias e, nesse tempo, põe mais de 150 ovos (lêndeas) que em três semanas se transformam em piolhos.

Sintomas

Comichão na cabeça e atrás das orelhas, cabelo seco e com falta de brilho.

Como prevenir

É recomendável lavar o cabelo frequentemente, inspeccionar o couro cabeludo semanalmente e não partilhar objectos capilares.

Como tratar

O tratamento da pediculose é feito com recurso a uma loção
insecti­cida para matar os piolhos e um pente especial para eliminar as
lêndeas. Aplique a loção insecti­cida em todo o cabelo e deixe-a
actuar entre 2 e 4 horas sem cobrir com uma toalha.

De seguida, lave o
cabelo e enxague-o com água e vinagre (2 partes de água para 1 de
vinagre) para facilitar que as lêndeas se desprendam. Depois, penteie o cabelo com um pente especial e não utilize o secador, já que o calor diminui a efi­cácia do princípio activo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.