A celulite resulta da acumulação de gordura nos adipócitos (células que armazenam e eliminam a gordura). Estas células situam-se na zona mais profunda da pele (a hipoderme), mas a acumulação de gordura forma nódulos cada vez maiores, que acabam por provocar alteração do tecido, com destruição do colagénio (componente proteico da pele, que lhe confere flexibilidade e resistência). Por último, os efeitos atingem a epiderme (camada superficial da pele), com o surgimento do aspeto característico, tipo “casca de laranja”.

Adotar uma alimentação saudável e equilibrada e um plano de treino adequado de forma a diminuir a gordura corporal mesmo para as pessoas que não apresentem celulite é fundamental.

Sente a barriga inchada? Saiba quanto demora a digerir estes 15 alimentos
Sente a barriga inchada? Saiba quanto demora a digerir estes 15 alimentos
Ver artigo

Algumas das dicas para prevenir e até mesmo reduzir a celulite:

- Beber de 2 a 2,5L de líquidos/dia;

- Reduzir o consumo de sal, açúcares e alimentos fritos;

- Optar por uma alimentação rica em frutas e verduras, ricas em fibras;

- Praticar exercício físico e realizar massagens localizadas e de drenagem linfática para melhorar a circulação sanguínea;

É recomendada a aplicação de cremes para cuidados específicos: estrias, celulite, redução de volume.

Por outro lado, a retenção de líquidos ocorre quando o nosso corpo não consegue eliminar os fluidos em excesso e estes acumulam-se nos tecidos, provocando edema (inchaço), sobretudo nas pernas, tornozelos, mãos e abdómen.

As causas da retenção de líquidos estão em comportamentos e hábitos alimentares menos adequados tais como a má alimentação, o consumo excessivo de sal, sedentarismo, excesso de peso, entre muitas outras.

Para ajudar a tratar e/ou minimizar este problema existem várias estratégias que podem ser postas em prática.

Pernas casca de laranja? Diga adeus à celulite com estes 5 exercícios
Pernas casca de laranja? Diga adeus à celulite com estes 5 exercícios
Ver artigo

Três dicas:

- Aumento de ingestão de alimentos ricos em magnésio como as sementes de linhaça, os cereais integrais e frutos secos.

- Aumento de ingestão de alimentos ricos em potássio como leguminosas e hortofrutícolas em geral.

- Aumentar a ingestão de líquidos: sabia que deve beber bastante água para facilitar a excreção dos fluidos acumulados no corpo?

Deverá também ter em atenção o consumo de suplementos e/ou produtos que combatem estes problemas como também com as dietas “detox” que são, na maioria dos casos, ser bastante restritivas. Uns podem resultar, mas outros poderão mesmo piorar a situação.

Procure informar-se junto com o seu nutricionista para aprender estas e outras estratégias adequadas não só ao seu corpo como também ao seu dia-a-dia de forma a poder desintoxicar o seu organismo corretamente.

As recomendações são da nutricionista Catarina Sofia Correia, da Clínica Tejo Saúde, em Parceira com o Fitness Hut - Grupo VivaGym.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.