Quando fez o casting para os 'Morangos com Açúcar' em 2005, Tiago Castro, na altura com 22 anos, estava longe de imaginar que a sua personagem seria tão marcante. À conversa com oFama ao Minuto, o ator confidenciou que o projeto apenas era para durar dois meses, mas acabou por se prolongar até ao verão. No momento em que soube que tinha sido escolhido “ficou com receio”, porque ainda “havia algum preconceito generalizado em relação à participação em séries de televisão”, ainda assim aceitou o desafio e provou que estava à altura. “Estava nervoso. Como era uma personagem bastante diferente das outras, no início, tanto os técnicos como os atores, ficavam a observar-me atentamente. Poderia ter-me inibido, mas acho que ainda me deu mais 'pica'”, argumenta.

A experiência como ator já vinha desde os 15 anos, através de um curso profissional de Teatro que tinha tirado na Balleteatro Escola Profissional do Porto. Rumou mais tarde para a Escola Superior de Teatro e Cinema que lhe deu as ferramentas necessárias para interpretar o 'Crómio'. Mas não ficou por aqui. Procurou ainda investigar o trabalho de outros atores, como o de Jim Carrey, no qual se inspirou.

'Et voilá'! Eis que 'Valter Matoso Crómio' conquistou os fãs. E de que maneira! Aliás, durante a conversa, Tiago relatou algumas das situações mais caricatas por que passou e das quais nunca mais se esqueceu. “Lembro-me de estar no Centro Comercial Colombo e de dar de frente com uma família de cerca de dez pessoas de etnia cigana, que ficaram malucas quando me viram, e acabaram por me levar em ombros sem que eu pudesse fazer nada!”.

No entanto, todo este caminho valeu a pena, não só pelo sucesso alcançado, mas também pelos momentos bons que partilhou com os colegas da série de que ainda hoje é amigo. É com saudade que o artista recorda esses tempos: “Quando gravávamos e dormíamos em Troia, na segunda série de verão. Éramos todos novos e divertíamo-nos muito. Às vezes gravávamos uma cena num dia, e o resto do dia era passado a fazer praia. Guardo também com carinho o espetáculo de final da segunda série que gravámos no Coliseu dos Recreios”.

A vida depois do 'Crómio'

Os tempos que se seguiram ao final da sua participação na série não foram fáceis ao contrário do que seria de esperar. Pois se por um lado Tiago tinha provado todo o seu talento com a personagem, por outro ficou de tal modo associado ao papel que foi difícil ‘descolar-se’ dele. “Soube pelo meu agente na altura que um produtor de televisão uma vez lhe disse que eu não poderia fazer a personagem para que estavam a fazer o casting porque era o 'Crómio'. É preciso explicar que antes de ser o 'Crómio' fui várias personagens e que sou um ator formado, e que se fiz bem aquela personagem, que nada tinha a ver comigo, deve-se às minhas capacidades enquanto intérprete”, defende.

Em 2008, decidiu emigrar para Nova Iorque, onde apostou na sua formação como ator, apesar de sempre ter tido as “portas abertas para voltar a trabalhar em Portugal”.

Seis anos depois regressou e continuou a investir na sua carreira.

Hoje trabalha numa companhia de Teatro - ‘Teatro Educa’ -, onde faz espetáculos para o público escolar. “Os meus planos passam sempre por trabalhar com pessoas inspiradoras e talentosas, seja em que meio for”, termina, confiante.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.