Depois de terem sido noticiadas as agressões a Henri Castelli, foi transmitida uma reportagem sobre este incidente no programa 'Fantástico', este domingo, como relata a imprensa brasileira.

Além dos advogados dos agressores, o próprio ator falou sobre este episódio que aconteceu na véspera da Passagem de Ano. "Foram cinco segundos, foi tudo muito rápido", recorda, muito emocionado, mostrando ainda algumas lesões no rosto.

"Estou a fazer terapia para me tentar acalmar. Porque acordar de madrugada, encostas no travesseiro e parece que é alguém a dar-te um soco", partilha.

Na reportagem, destaca o F5, Henri diz que não se lembra do que aconteceu antes das agressões. No entanto, o advogado que representa Guilherme Aciolly e Bernardo Malta defende que foi o ator quem provocou a discussão.

"Nunca, jamais, existiu alguém com intenção de magoar o ator. Ele tentou dar um soco no Guilherme, para se defender, revidou. O Henri estava alterado, não sei se ele bebeu", alega o advogado.

O artista nega as acusações e afirma que não estava sob efeito do álcool. "Sou pai de família, pai de dois filhos. Ainda estou com o peito roxo. Só me lembro de levar socos e pontapés. Uma pessoa no chão, caída, é motivo para alguém continuar a dar pontapés na cara? Não fiz nada para que essa selvageria acontecesse comigo. Não tenho raiva, eu perdoo. O resto, fica com a justiça", destaca.

Neste momento, a maior preocupação de Henri Castelli é recuperar e voltar ao trabalho.

Leia Também: Após agressões, Henri Castelli perde comemoração do aniversário da filha

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.