"O chá japonez, servido invariamente sem leite e sem assucar, que lhe prejudicariam o aroma, é a bebida mais suavemente agradavel que possa offerecer-se ao nosso paladar” escreve Wenceslau de Moraes em “O Culto do Chá” [transcrição da edição de 1905, Kobe, Typographia do "Kobe Herald"].

Nestes dias ainda frios de início de primavera, o Museu do Oriente desafia a saborear uma reconfortante chávena de chá, enquanto lê a obra que lhe dedicou Wenceslau de Morais, na cópia pública da edição de 1905, com ilustrações de Yoshiaki e gravuras de Gotô Seikôdô.

Num registo elegante e sensível, marcado pela admiração do autor pela cultura japonesa, “O Culto do Chá” relata aspetos como o ciclo de produção, a preparação, a história e importância social do chá.

Está disponível gratuitamente no portal da Biblioteca Nacional de Portugal.

culto do chá
créditos: Museu do Oriente

Esta semana, a dupla de ilustradores Nic e Inês, que colabora regularmente com o Museu do Oriente, preparou um desafio criativo inspirado no seu mais recente livro “Em Casa”.

O objetivo é criar uma “Paisagem em Casa”, um livro acordeão ilustrado com imagens de monumentos e casas típicas portuguesas como o Bom Jesus de Braga, o Templo de Diana, as casas às riscas da Costa Nova ou as casas típicas de Santana, com a sua distinta forma triangular e telhados de colmo.

O duo criou duas folhas com reproduções destas imagens, que basta imprimir, recortar e colar segundo a imaginação de cada um, para sonhar com futuros passeios ou recordar locais favoritos.

As imagens estão disponíveis nas páginas de Facebook do Museu do Oriente e da Casa Nic e Inês.

Livro “Em Casa”.
créditos: Ilustradores Nic e Inês/Museu do Oriente

Neste período de isolamento social é particularmente importante manter hábitos saudáveis, que ajudem a potenciar o bem-estar e equilíbrio pessoais. Uma das formas de o fazer é através da alimentação.

Maria Leonor Braga, formadora do Museu do Oriente em Alimentação Ayurvédica, partilha uma receita de Feijoada, cheia de sabor e aromas. Para além de saudáveis legumes, esta feijoada é enriquecida com ingredientes que, segundo os ensinamentos da Ayurveda, têm efeitos benéficos na digestão, como curcuma, gengibre, canela e cominhos.

Feijoada de Legumes

Ingredientes | Serve 6 porções

3 Colheres de sopa de azeite extra virgem
1 colher de sopa de gengibre ralado ou picado
1 colher de café de cominhos
1 colher de café de sementes de coentro
1 colher de café de açafrão das Indias ou curcuma
3 estrelas de anis
1 pau de canela aberto
3 cardamomos esmagados sem a pele
1 pitada de Asafétida ou 1 cebola média
Sal a gosto
Molho de soja a gosto
1 lata de leite de côco
500gr de feijão manteiga cozido
½ abóbora Okkaido (ou abóbora manteiga, em alternativa)
1 molho espinafres
5 tomates médios pelados picados
1 pimento vermelho picado
1 ramo de coentros frescos picados
½ couve coração picada

Preparação

Coloque num tacho fundo o azeite, o gengibre e, pouco a pouco, as especiarias sem queimar. Adicione o tomate e o pimento e deixe refogar. Junte a abóbora e a couve. Deixe cozinhar por 10 minutos.

Adicione depois o feijão que foi demolhado de véspera em água com 3 flores de anis e posteriormente cozido em nova água com mais 3 flores de anis para retirar o gás. Deixe ferver e misturar os sabores.

Coloque metade dos coentros e sal a gosto, adicione também o molho de soja a gosto. Junte os espinafres e o leite de côco. Deixe apurar. Retifique os temperos e desligue o lume cobrindo com os restantes coentros frescos.

Acompanhe com Basmati ou arroz vermelho. Bom proveito!

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.