O anjo Yehuyah rege entre os dias 3 e 7 de setembro e a sua essência é subordinação que nos permite distinguir o que é superior e o que é inferior na ordem criativa do cosmos e adequar a nossa conduta pelo respeito ao elevado e desvinculando-nos do pequeno, mantendo uma linha de conduta fiel ao superior, aos valores e princípios. Assim, os impulsos do eu eterno são potenciados e os que procedem da nossa personalidade emotiva vêem-se rebaixados.

Na Invocação pedimos ao Anjo Yehuyah: e uma vez assimiladas as lições que a Tua vontade achou por bem atribuir-me, peço a Tua ajuda, Senhor, para poder voltar à coluna da luz a fim de ser fundação do Teu resplandecente Universo.

Na Exortação Yehuyah diz-nos: das alturas te contemplo, peregrino, com imenso amor, com uma imensa ternura, a minha alma divina, suspensa, espera, tem esperança… de que não venhas a identificar-te com esse esplêndido oceano das trevas.

Os dons do Anjo Yehuyah são, entre outros: proteção contra os traidores e malvados; ajuda no cumprimento das obrigações; protege contra a tentação de combater o poder legítimo e justo.

Excertos do livro Invocações e Exortações dos Anjos da Guarda.
Filomena Villas Raposo

anjodaguarda@sapo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.