Joana Marques Vidal, 56 anos, é a primeira mulher a ocupar o cargo de Procuradora Geral da República em Portugal.

A filha do juiz jubilado José Marques Vidal e irmã do procurador João Marques Vidal, substitui Fernando Pinto Monteiro no cargo, por um período de seis anos.

Licenciada em 1978 na Faculdade de Direito de Lisboa, Joana Marques Vidal iniciou-se no ano seguinte como estagiária na magistratura do Ministério Público.

Em 1994, foi promovida a procuradora da República e colocada na comarca de Lisboa.

Desde então, a sua carreira tem vindo a consolidar-se. Foi vogal do Conselho Superior do Ministério Público, procuradora da República coordenadora dos magistrados do Ministério Público do Tribunal de Família e Menores de Lisboa, de 1994 a 2002, e diretora-adjunta do Centro de Estudos Judiciários, entre 2002 e 2004.

A nova PGR participou em diversas comissões legislativas no âmbito do Direito da Família e dos Menores, destacando-se a participação como membro da comissão legislativa para a redação da Lei Tutelar Educativa e como membro da comissão que procedeu às últimas alterações da Legislação da Adoção.

Atualmente é também presidente da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e vice-presidente da Associação Portuguesa para o Direito dos Menores e da Família - Crescer Ser.

9 de outubro de 2012

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.