Quando pensamos qual é o maior desafio para um empresário, pensaríamos imediatamente nos concorrentes, nas dinâmicas flutuantes do mercado, da carga fiscal a que estão sujeitas as empresas, etc. Muitos ignoram um perigoso e silencioso inimigo, que muitos tendem a ignorar: o isolamento.

É verdade que um empresário tem outros problemas, mas raros são aqueles que afetam a sua saúde mental da maneira como o isolamento o ataca.

"É muito normal que, mesmo sem darmos por isso, acabemos por nos isolar", comenta Rita Maria Nunes, Country Manager da TAB Portugal. "Sentimos que a nossa família não compreende por que chegamos tão tarde a casa, os nossos amigos não percebem porque faltamos sempre aos jantares e não temos ninguém com quem desabafar sobre os nossos desafios do dia-a-dia ou com quem partilhar aquelas pequenas vitórias".

No entanto, há sempre formas de melhorar a situação, e deixo aqui três pontos-chave que devemos sempre ter em mente para controlarmos esta solidão que acaba por nos afetar a todos.

Temos uma equipa, vamos tirar partido dela

É tão comum vermos as responsabilidades todas a recair nos ombros dos empresários, sem necessidade nenhuma! Se temos uma equipa que trabalha para nós, porque não havíamos de partilhar algumas tarefas com ela?

Claro, isto não implica forçar os colaboradores a fazerem horas extras todos os dias, é apenas uma forma de tornar a equipa mais independente de nós, para que não esteja tudo à espera das nossas decisões finais e o trabalho seja mais fluido.

O networking funciona e recomenda-se!

O networking é, sem dúvida, uma das ferramentas mais poderosas que um empresário pode ter. Uma rede de contactos vasta, mas bem selecionada, pode ser crucial para enfrentar os momentos mais difíceis com maior tranquilidade.

Eventos de networking ou grupos de empresários são bons sítios para começar a construir uma boa rede de contactos. 

Bons empresários pedem ajuda

Já é mais que altura de deixarmos para trás a ideia de que um empresário tem de chegar ao topo sem nenhum tipo de apoio. Quantos já ouvimos dizer que conseguiram chegar aonde chegaram “sem ajuda de ninguém”, vendendo o mito do “self-made man”? Claro que quem o consegue fazer tem todo o mérito, mas são muito poucos os que o fazem, mas por vezes o stress que acompanha este longo e solitário caminho não compensa.

Não há nada, mas mesmo nada, de errado em pedir ajuda. Seja a nível profissional, ou até mesmo pessoal, termos algum apoio nos momentos difíceis só faz de nós melhores empresários. Quando estamos bem, tomamos melhores decisões e somos muito mais produtivos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.