O estudo acima mencionado, da responsabilidade da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO), diz respeito à temática do Burnout ou Exaustão Profissional. Esta síndrome é uma condição real e que tem cada vez mais relevância no nosso país. Os sintomas podem ser cansaço frequente, falta de motivação para ir trabalhar, ansiedade marcada face ao trabalho, perturbações a nível do sono, oscilações de humor ou problemas de concentração.

Um em cada três trabalhadores está em risco de burnout. Conheça as profissões de perigo
Um em cada três trabalhadores está em risco de burnout. Conheça as profissões de perigo
Ver artigo

Neste estudo, três em cada 10 trabalhadores afirmaram-se emocionalmente cansados do trabalho mais do que uma vez por semana e 35% revelaram sentir-se exaustos com a mesma frequência. Ainda, cerca de um terço dos inquiridos revelou que a profissão afeta negativamente a sua qualidade de vida e 35% afirmaram o mesmo em relação à saúde.

Ser produtivo versus desfrutar de momentos de lazer

É frequente, em terapia, ajudar os pacientes a lidar com a pressão laboral que, em alguns momentos, pode ser excessiva ou difícil de gerir. As dificuldades na gestão da exigência laboral podem afetar outras áreas de vida da pessoa como a área pessoal ou familiar. Muitas vezes, a necessidade de um bom desempenho profissional, conjugado com as tarefas domésticas e ter de cuidar de outros significativos, pode levar à negligência da necessidade de ter tempo livre de qualidade consigo próprio.

O equilíbrio entre a necessidade psicológica "produtividade" (capacidade para realizar feitos valorizáveis) e "lazer" (capacidade para relaxar sem culpa associada, sentindo-se confortável com isso), contribui para o nosso bem-estar psicológico. Por outras palavras, quanto mais satisfeitos estivermos com o valor dos nossos feitos (da profissão/tarefas que desempenhamos), mais plenamente conseguimos desfrutar de momentos de lazer. Ao mesmo tempo, quanto mais formos capazes de desfrutar de momentos de descanso sem culpa associada (sem o pensamento perturbador de que deveríamos estar a desempenhar outra tarefa), mais capazes estaremos para realizar as nossas tarefas.

O auto-cuidado diário, além dos momentos de descanso como os fins de semana ou as férias, é fundamental para a prevenção de burnout e um contributo importante para o seu bem-estar.

O que pode fazer para cuidar de si?

“5 minutos” por dia para se dedicar a si: Não precisam de ser 5 minutos cronometrados porque, para alguns, inicialmente, até cinco minutos parecem muito no meio das tarefas e responsabilidades diárias. Devem, apenas, ser minutos em que se dedica a si através de comportamentos simples mas que o podem ajudar a sentir maior bem-estar (notar a água a cair no seu corpo no banho ou passar creme no corpo, por exemplo). O desafio passa por ir aumentando o tempo que dedica a si mesmo/a.

Atividade prazerosa: É importante que nos momentos de lazer se possam realizar atividades prazerosas como o exercício físico ou atividades relaxantes, artísticas ou outras com as quais se identifique;

Ter um estilo de vida saudável: No estudo acima apresentado, quem segue um estilo menos saudável (fuma, consome álcool, recorre a drogas ilícitas e/ou dorme menos de seis horas por dia) parece em maior perigo de burnout do que quem tem hábitos de vida mais saudáveis;

Higiene do sono: O sono é decisivo para a nossa performance. Evitar a exposição a luz de ecrãs antes de deitar, não ver televisão até tarde, evitar a ingestão de estimulantes, tomar um banho quente e/ou ouvir uma música relaxante, podem ser algumas estratégias para melhorar a qualidade do sono;

Pausas regulares: Os intervalos são formas de repormos a energia e são importantes para o aumento da produtividade, concentração e motivação.

Identificar os fatores de stress: Após a sua identificação, pode ser benéfico discutir com os supervisores a possibilidade de os contornar ou tornar mais leves.

Maria Inês Galvão- Psicóloga clínica

Psinove – Inovamos a Psicologia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.