O conceito de sexualidade é um conceito complexo e abrangente que, segundo a Organização Mundial de Saúde (2001), pode ser definido como «uma energia que nos motiva para encontrar amor, contacto, ternura e intimidade; ela integra-se no modo como sentimos, movemos, tocamos e somos tocados, é ser-se sensual e ao mesmo tempo ser-se sexual».

Falar sobre sexualidade ainda é um assunto tabu, alvo de muito preconceito e vergonha.

A falta de educação sexual quer nas escolas quer dentro de casa, tem vindo a perpetuar este estigma ao longo de gerações, pelo que é fundamental criar um ambiente que defenda e promova a saúde sexual.

Embora seja frequente a confusão entre sexo e sexualidade, existem diferenças importantes. São desconhecidas por muitos, e daí é importante clarificar bem estes dois conceitos.

O sexo refere-se à definição dos órgãos genitais, ao género feminino e masculino e pode também significar a relação sexual.

Sexualidade é um conceito mais abrangente, que engloba a afetividade, sentimentos, relações interpessoais, a relação com o nosso corpo e com o conceito que criamos de nós mesmos.

Devemos entender que tudo que sentimos e vivemos acontece no nosso corpo, portanto, não é possível separar a sexualidade do corpo ou pensar no corpo sem considerar a sexualidade.

A forma como vivenciamos o sexo está intimamente ligada à nossa sexualidade. Os nossos sentimentos e atitudes são reflexo do que interiorizamos ao longo das nossas experiências desde a infância até à fase adulta.

Para muitos, falar sobre sexualidade só é oportuno quando algo não está bem, muitas vezes quando existe já uma verdadeira disfunção sexual. As mais frequentemente mencionadas são a ejaculação precoce, a anorgasmia (ausência ou dificuldade em atingir o orgasmo) e a diminuição de líbido.

Estas disfunções podem ter por base diversos fatores e não devem ser ignoradas, a procura de ajuda no tempo certo é determinante para a resolução ou adaptação à disfunção.

No entanto, o cuidar da sexualidade não deve ocorrer apenas quando estamos perante uma disfunção, devemos estar atentos a certas dificuldades que possam surgir de forma a que estas não se instalem de forma definitiva.

Cuidar da sexualidade é também perceber e conhecer melhor o próprio corpo, e querer sempre melhorar a nossa satisfação e desempenho. Para conseguir alcançar um bem-estar sexual e ter acesso a informação mais abrangente e individual é importante recorrer à ajuda de profissionais especializados de forma a otimizar a sua saúde sexual, conseguindo desta forma uma satisfação mais plena e o eventual despiste de disfunções.

É importante esclarecer que para recorrer a ajuda especializada não é necessário ter um problema ou uma disfunção sexual, basta querer melhorar ou ter outra perspectiva em relação à sua sexualidade e amor próprio.

Recorrer ao counselling sexual é uma forma acessível e sem tabus de resolver as suas preo- cupações ou dificuldades sobre a sua saúde sexual, quer seja individualmente ou em casal.

Muitas questões podem ser resolvidas num curto espaço de tempo no aconselhamento sexual e sempre que necessário é realizado o respectivo encaminhamento para uma equipa multidisciplinar.

Embora os portugueses tenham a fama de serem pouco recetivos e abertos a falar da sua sexualidade, o nosso país deu um passo histórico para consciencializar a população para a importância da saúde sexual: o Parlamento Português aprovou de forma unânime a celebração do Dia Nacional da Saúde Sexual no dia 4 de setembro. Desta forma, Portugal torna-se o primeiro país do mundo a instituir oficialmente esta data, reconhecendo a saúde sexual e os direitos sexuais como uma prioridade, considerando-os verdadeiros direitos humanos.

Este artigo tem como objetivo alertar para a importância do cuidar da saúde através da promoção de uma sexualidade mais positiva, relembrando que a educação sexual é um dos melhores meios que temos para atingir uma boa saúde sexual, fundamental para uma boa qualidade de vida em qualquer idade.

Um artigo da enfermeira Catarina Ribeiro, conselheira sexual nas Clínicas Leite.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.