No tratamento da ansiedade em 32 pacientes, a eficácia da passiflora, usando apenas 45 gotas por dia, foi comparada com o oxazepam, um fármaco ansiolítico, numa dose diária de 30 miligramas. Após quatro dias de tratamento, os cientistas concluíram que ambas as terapêuticas tiveram a mesma eficácia, mas o medicamento apresentou mais efeitos adversos, a maioria relacionados com uma diminuição da capacidade de trabalho. O estudo foi publicitado no Journal of Clinical Pharmacy and Therapeutics.

O poder das plantas e da naturopatia tem sido reconhecido em inúmeras publicações e elogiado por vários especialistas e profissionais de vários ramos ao longo das últimas décadas um pouco por todo o mundo. João Beles, naturopata e professor no Instituto de Medicina Tradicional de Lisboa, aponta três espécies botânicas que o vão ajudar a relaxar e a diminuir os estados de ansiedade com que, por vezes, é confrontado no seu quotidiano, para que possa desfrutar a vida com uma maior tranquilidade.

Em complemento das soluções apontadas, pode também fazer uma tisana relaxante com angélica, alfazema e passiflora. Para a preparar, junte uma colher de sopa de cada uma dessas ervas, que pode secar ou adquirir já secas em estabelecimentos comerciais especializados. Deixe, depois, em infusão durante cerca de 10 minutos. Beba ao jantar e, novamente, uma hora antes de se deitar. Termine o dia preparando um banho para os pés, preparafo com uma colher de sopa de sal marinho em água quente.

1. Angélica

A Angelica archangelica L. acalma o tubo digestivo. Esta planta contém furanocumarinas com ação sedativa. Faça uma infusão com duas colheres de sopa em meio litro de água quente durante cerca de 10 minutos. Não beba mais de um litro por dia, salvo aconselhamento do seu naturopata ou do seu médico.

2. Alfazema

A Lavandula angustifólia L. melhora o sono, ajuda a tratar cefaleias e facilita a digestão, especialmente se estes problemas se agravam com o stresse. Os constituintes do seu óleo essencial, que integra linalol e acetato de linalilo, têm propriedades sedativas e tónicas cerebrais. Utilize-a como óleo essencial, fazendo entre 5 a 10 inalações, duas a quatro vezes por dia. Se preferir e se não fizer reação alérgica, aplique diretamente na pele como loção ou como óleo de massagem.

3. Passiflora

A Passiflora incarnata L. reduz as palpitações e as alterações nos ritmos cardíacos. Contém alcaloides, substâncias com ação ansiolítica e fitoesteróis com um efeito de regulação hormonal. Faça uma infusão, usando dois gramas para um litro de água. Pode ingeri-la em cápsulas de 500 a 1000 miligramas, duas a três vezes por dia. Pode também optar por extrato fluído, usado um mililitro duas a três vezes por dia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.