A desinformação sexual gera dúvidas e angústias, não só nos jovens como também na população adulta, levando a que muitas pessoas evitem consultar o médico ou a que o procura com receio e acanhamento.

O médico especialista, para além de fazer um diagnósticos e estabelecer um tratamento, tem o importante papel de educar e aconselhar, um ato que deve ser considerado particular e único.

Os problemas sexuais são frequentes e têm forte repercussão pessoa, familiar e social, o que não pode nem deve ser ignorado. Hoje existem terapêuticas fáceis, eficazes e seguras para tratar os problemas sexuais. Para saber mais sobre as principais perturbações sexuais e os fatores que podem condicionar a líbido, sobre a influência da menopausa e da andropausa na sexualidade do casal e para fazer o teste que lhe permite descubrir se está no auge ou em baixo de forma, clique aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.