Para além de serem usadas para decoração, de condimentar refeições, de perfumar e de embelezar jardins e outros espaços, exteriores e interiores, muitas plantas são utilizadas com fins preventivos e curativos, algumas delas quase desde o início das primeiras civilizações. São várias as plantas amigas da saúde a que poderá recorrer no caso de sofrer, por exemplo, de dores de garganta e/ou de problemas no aparelho respiratório.

Algumas variedades botânicas, com propriedades antibacterianas e anti-convulsivantes, quando ingeridas em infusão com regularidade, são indicadas para combater a expetoração. Aproveite a vitalidade da natureza e conheça os benefícios de uma série de plantas que, seguramente, conhece bem, surpreendendo-se com as propriedades terapêuticas que muitas delas encerram. Sempre que puder, privilegie as de cultivo biológico.

1. Anis

O anis, conhecido por muitos por erva-doce, pode ser utilizado como expetorante. É antibacteriano e também purificador das vias respiratórias. Pode adicioná-lo em pó ao iogurte, ao muesli ou à granola ou utilizá-lo na confeção de bolos e papas. O anis-estrelado pode ser ingerido em infusões.

2. Flor de sabugueiro

Se está com problemas de expetoração, pode recorrer a estas flores para fazer uma infusão, aproveitando para inalar os vapores que libertam enquanto espera que a bebida arrefeça. Além disso, também podem ser utilizadas como diaforético, para aumentar naturalmente a temperatura corporal do organismo em caso de necessidade.

3. Flor de tília

À semelhança das de verbasco, as flores de tília, para além de darem origem a um chá, como lhe chamam popularmente, que é muito apreciado, podem ser utilizadas como expetorante e suavizante da garganta, depois de ingeridas em infusão.

4. Funcho

O funcho é muito utilizado para culinária, ainda que em Portugal o seu consumo continue a ser reduzido. Contudo, os seus benefícios para a saúde são imensos. É expetorante, antibacteriano, anti-convulsivante e ainda purificador das vias respiratórias. Pode utilizá-lo em sopas e saladas ou bebê-lo em infusão.

5. Hortelã-pimenta

Esta planta pode ser utilizada como anti-convulsivante e suavizante da garganta. Além da canja e de outras sopas, pode adicioná-la a refogados e estufados. Também a pode ingerir em infusão.

6. Musgo-da-islândia

Se se encontra com problemas de garganta, poderá recorrer a esta espécie. Apesar de ser desconhecida da maior parte dos portugueses, são muitos os especialistas internacionais que recomendam a sua ingestão. Uma das formas de tirar partido das suas propriedades terapêuticas é através de infusões.

7. Prímula

Para além da sua beleza inconfundível em qualquer jardim, as prímulas, uma das flores mais apreciadas pelos portugueses, podem ser utilizadas como expetorante. Pode ingeri-las em infusão, sozinhas ou combinadas com outras plantas.

8. Rebentos de coníferas

Este ingrediente pode ser usado como expetorante. Anti-inflamatório, é também purificador das vias respiratórias. Pode recorrer a estes rebentos para fazer uma infusão, aproveitando para inalar os vapores que libertam enquanto espera que a bebida arrefeça.

9. Salva

Na gastronomia portuguesa, há séculos que a usam. A salva tem propriedades que a tornam num excelente antibacteriano. Além da comida, pode utilizá-la para fazer uma infusão revigorante.

10. Tomilho

É outra das ervas aromáticas que muitos portugueses têm na dispensa. Esta planta tem três propriedades que poderão ser essenciais para a sua saúde. Além de ser expetorante, é também antibacteriana e anti-convulsivante. Sozinha ou combinada com outras ervas aromáticas, pode ser ingerida em infusão. Sempre que possível, adquira tomilho de cultivo biológico, mais saudável do que aquele que não é produzido desta forma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.