Muito consumida em Portugal, a papaia é uma fruta tropical rica numa enzima utilizada há vários anos pela Naturopatia, a papaína. A eficácia das enzimas proteolíticas como a papaína foi alvo de uma revisão publicada em 2008 no Integrative Cancer Therapy.

Depois de analisar dezenas de estudos, esta revisão concluiu que a papaína e outras enzimas (tripsinam bromelaína) reduzem os efeitos secundários dos tratamentos químicos em pacientes com cancro da mama e coloretal.

Além de aumentarem a taxa de resposta ao tratamento, estas enzimas potenciam a duração das remissões e a sobrevivência média. O princípio ativo é a papaína, uma enzima de acção imunoestimulante, que tem a particularidade de ser anti-inflamatória, anti-infeciosa e antitumoral (antimetástases).

Propriedades

  • Como fruta, a papaia estimula a digestão, podendo ser consumida no final de refeições mais pesadas e com mais gorduras.
  • É utilizada para reduzir a celulite.
  • As sementes são eficazes contra parasitas intestinais.
  • Em enzimoterapia, a papaína é utilizada como um anti-inflamatório rápido em tendinites, entorses, bursites, epicondilites e dores na coluna.
  • É, também, um coadjuvante da quimio e radioterapia em pacientes oncológicos, reduzindo os efeitos secundários dos tratamentos químicos (náuseas, vómitos, problemas digestivos, fadiga, perda de peso e/ou cansaço), aumentando a qualidade de vida.
  • Consumida fermentada, utiliza-se na prevenção do envelhecimento geral, sendo muito utilizada em doenças neurológicas como Parkinson e Alzheimer.
  • É imunoestimulante, podendo atuar como antiviral e anticancerígeno.

Administração

O fruto pode ser consumido diariamente com moderação. Como terapia enzimática, a dose diária recomendada varia entre 200 e 1.000 mg, consoante a gravidade dos casos, sempre uma hora antes das refeições.

Caso seja administrada durante as refeições, a única acção que se mantêm é a digestiva.

Utiliza-se em associação com a enzima do ananás (bromelaína) e com a rutina em fórmulas enzimáticas disponíveis em farmácias e dietéticas.

A papaia fermentada tem uma dose diária recomendada de 3 a 9 g, 10 minutos antes das refeições.

Remédios caseiros:

- Pequeno almoço anti-obstipação
Faça uma taça com cereais integrais e sementes de papaia. Junte leite de soja.

- Cataplasma para a acne
Depois de fazer uma pasta, aplique a papaia directamente na face, fazendo uma máscara. Aguarde 30 minutos e retire. Para terminar, passe um gel de aloé vera com tea tree (óleo de árvore-do-chá).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.