O que ficámos a saber hoje em Portugal?

- Mais 20 mortes

Segundo o boletim epidemiológico divulgado esta terça-feira pela Direção-geral da Saúde (DGS), já morreram 160 pessoas por COVID-19 em Portugal, mais 20 do que na segunda-feira, um aumento de 14,3%. O número de casos também aumentou mais de um milhar. Passou-se de 6.408 casos na segunda-feira para 7.443 infetados com SARS-CoV-2 esta terça-feira, um aumento de 16,1% em relação a ontem.

- Jovem de Ovar morreu de meningite e não de COVID-19

Testou positivo para o vírus SARS-CoV-2, mas o jovem de 14 anos, natural de Ovar, não terá morrido por causa do novo coronavírus, adianta a edição online do Jornal de Notícias desta terça-feira que cita fontes familiares. O resultado da autópsia aponta para que o adolescente tenha sido vítima de meningite, revela o referido jornal.

- Idosa de 93 anos da Grande Lisboa recuperou da doença

Na conferência de imprensa desta terça-feira, sobre o coronavírus em Portugal, o secretário de Estado António Lacerda Sales falou no caso de uma idosa de 93 anos da Grande Lisboa que recuperou da COVID-19 após um "quadro de pneumonia grave". O secretário de Estado da Saúde disse que este era um "sinal de esperança em dias de incerteza". A idosa já regressou a casa.

- Diário da trincheira: vida no covidário (Episódio 1)

Esta terça-feira iniciámos a publicação de um conjunto de artigos escritos por uma médica em plena frente de batalha contra a epidemia do vírus SARS-CoV-2. A pediatra Joana Martins, médica na Unidade de Cuidados Intensivos de Pediatria do Hospital D. Estefânia, conta-nos, por vezes em tom humorístico, como é estar na luta contra a doença em Portugal.

E no resto do mundo?

- Mais 12 mil mortos e 105 mil infetados em Itália

Ao todo já morreram 12.428 pessoas em Itália devido ao novo coronavírus, 837 das quais nas últimas 24 horas (mais 7,2%). Existem agora 105.792 casos contabilizados da infeção, mais 4.053 que ontem (um aumento de 3,9%). Os dados revelados na segunda-feira pelas autoridades italianas apontavam para 101.739 infeções e 11.591 mortos.

- Espanha com recorde de mortos em 24 horas

Ao todo o vírus SARS-CoV-2 já fez 8.189 mortos em Espanha, 849 só nas últimas 24 horas, um novo máximo diário registado neste país. O anterior máximo era de 838 mortes, relatado no último domingo.

Espanha contabilizou desde o início da pandemia 94.417 casos de infeção, mais 9.000 do que na segunda-feira, um aumento de cerca de 10%.

- Reino Unido com recorde de óbitos em 24 horas

O Reino Unido registou um novo recorde de pacientes com coronavírus mortos em um único dia, com 381 óbitos, elevando o saldo da pandemia no país para 1.789 mortes, anunciaram as autoridades esta terça-feira.

- Estados Unidos passam China em número de mortes

morreram mais pessoas por COVIF-19 nos Estados Unidos do que na China, país onde se iniciou a pandemia, de acordo com o relatório oficial chinês e a contagem da Universidade Johns Hopkins. A pandemia já matou pelo menos 3.415 pessoas nos EUA, superando as 3.305 mortes na China.

- Mais de 40 mil mortos em todo o mundo, a grande maioria na Europa

A pandemia do novo coronavírus causou mais de 40.000 mortes em todo o mundo e já afetou 800.000 pessoas desde o seu aparecimento na China, em dezembro, segundo uma contagem estabelecida pela AFP esta terça-feira e baseada em fontes oficiais.

E, já agora, boas notícias:

- Isolamento já salvou milhares de vidas

O isolamento obrigatório e outras medidas semelhantes tomadas para travar o avanço da pandemia de COVID-19 salvaram a vida de 59.000 pessoas em 11 países europeus, um número muito superior ao total de mortos, segundo um estudo britânico.

- Os lugares do mundo que ainda resistem ao coronavírus

A pandemia de coronavírus continua a propagar-se em todo o mundo, mas alguns territórios isolados, como Palau, Samoa, Turcomenistão ou Coreia do Norte resistem - ao que parece - à chegada da doença.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.