Itália ultrapassa os 23 mil mortos. 433 óbitos em 24 horas, o número mais baixo desde o início da semana

Itália atingiu hoje as 23.660 mortes associadas ao novo coronavírus, ao ter contabilizado 433 óbitos nas últimas 24 horas, um número inferior aos 482 registados no sábado, divulgaram hoje as autoridades italianas. O número diário de óbitos divulgado hoje pela Proteção Civil italiana é o mais baixo desde o início da semana.

Em termos globais, desde o diagnóstico do primeiro caso de infeção pelo vírus SARS-CoV-2 de contaminação interna no país, em fevereiro, Itália contabiliza um total de 178.972 infetados, ou seja, mais 3.047 do que ontem. Existem ainda 47.055 pessoas estão dadas como curadas.

Os casos ativos neste momento no país são 108.257, existindo 2.635 que se encontram situação crítica.

Espanha reduz número diário de mortes para 410, o mais baixo em 28 dias

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 410 mortes devido ao novo coronavírus, o número mais baixo dos últimos 28 dias, havendo até agora um total de 20.043 óbitos, segundo as autoridades sanitárias.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 4.218 novos casos positivos, uma diminuição também em relação aos últimos dias, num total que agora é de 195.944.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, 77.357 pessoas foram consideradas como curadas.

Reino Unido regista mais 596 mortos e ultrapassa os 16.000

O Reino Unido registou mais 596 mortes de pessoas infetadas com covid-19 nas últimas 24 horas, aumentando para 16.060 o número de óbitos durante a pandemia, informou hoje o Ministério da Saúde britânico.

O número total de casos de contágio é agora de 120.067, mais 5.850 do que no dia anterior, referiu a mesma fonte.

No sábado, tinham sido registadas mais 888 mortes e 5.526 novos casos de pessoas infetadas relativamente ao dia anterior.

Os números das mortes são compilados a partir de dados das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte e referem-se a óbitos registados até às 17:00 da véspera apenas em hospitais.

Alemanha tem quase 90 mil curados e relaxa medidas na segunda-feira

A Alemanha regista um total de 139.897 casos diagnosticados e cerca de 88 mil curados e dá, a partir desta segunda-feira, os primeiros passos no relaxamento das medidas de contenção.

De acordo com os dados oficiais do Instituto Robert Koch, a Alemanha registou nas últimas 24 horas um aumento de 2.458 casos em relação ao dia anterior, e mais 2.700 pessoas curadas.

O número total de vítimas mortais chega agora às 4.294, uma subida de 184 nas últimas 24 horas.

Esta segunda-feira reabrem espaços comerciais que tenham até 800 metros quadrados, numa tentativa de regresso à normalidade, depois de as medidas de restrição da pandemia de covid-19 terem sido impostas em todo o país a 23 de março.

O primeiro caso na Alemanha foi reportado a 27 de janeiro e a propagação da doença tem assumido diferentes proporções nos 16 estados federados, com a Baviera, a maior região, a registar mais infeções e um maior número de óbitos.

França regista quase 20.000 mortos

França registou 395 mortos nas últimas 24 horas, em meio hospitalar e em lares, perfazendo assim um total de 19.778 mortos desde o início da pandemia, anunciou hoje fonte oficial.

Os números do avanço do vírus em França foram divulgados hoje numa conferência de imprensa conjunta do primeiro-ministro, Édouard Philippe, e do diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon.

Desde 01 de março, morreram 12.069 pessoas em meio hospitalar, enquanto nos lares foram registados 7.649 óbitos.

Em França há 30.610 pessoas hospitalizadas devido à covid-19 e 5.744 destes pacientes estão nos cuidados intensivos.

Tanto o número de pessoas hospitalizadas como os pacientes em estado grave têm vindo a descer, com Salomon a referir "uma lenta regressão" estável do número de novos casos no país.

Número de mortes na Bélgica recua pelo segundo dia consecutivo

A Bélgica registou nas últimas 24 horas mais 230 mortes por covid-19, uma diminuição do número diário de vítimas pelo segundo dia consecutivo, para um total de 5.683 óbitos desde o início da pandemia no país.

Destas 230 mortes, 76 ocorreram em hospitais (2.655 no total) e 154 em lares ou casas de repouso (2.926), tendo estes passado a ser incluídos na contabilização em 10 de abril.

Na sexta-feira tinham sido registadas 313 mortes, número de recuou no sábado para as 290 e hoje para as 230.

Nas últimas 24 horas foram reportados mais 1.313 novos casos confirmados por testes de laboratório, o que totaliza 38.496 casos de infeção entre 15 de março e 18 de abril, dos quais 407 foram registadas em lares, num total de 2.854 nestas instalações.

O número de infeções aumentou face aos dados de sábado, quando foram contabilizadas mais 1.045.

Nas últimas 24 horas foram internadas mais 265 pessoas em hospitais (um recuo na comparação com as 303 de sábado) num total de 13.130 e 409 tiveram alta (387 no sábado), o que perfaz 8.757 desde 15 de março.

Áustria regista hoje menos de 100 novos casos de infeção

A Áustria registou hoje 59 novos infetados com covid-19 e contabiliza no total 3.743 casos da doença, dados que as autoridades destacam como positivos, embora apelem à manutenção das medidas de distanciamento social e higiene.

“As medidas implementadas e a extraordinária disciplina da população faz com que os dados de novos infetados baixem de forma contínua”, destacaram, em comunicado, o chanceler, Sebastian Kurz, e o vice-chanceler, Werner Kogler, citados pela agência EFE.

Dos 14.696 cidadãos austríacos que testaram positivo para o novo coronavírus, 10.501 já foram dados como curados.

A Áustria, que regista 160 casos por 100 mil habitantes, conta ainda com 452 óbitos.

Dos 3.743 infetados com covid-19, 22% estão hospitalizados.

Sebastian Kurz e Werner Kogler apelam, no entanto, para que a população mantenha as medidas de distanciamento social e higiene impostas, para evitar novos contágios e para poderem ser levantadas o mais depressa possível as medidas de contenção.

Todas as lojas com menos de 400 metros quadrados reabriram na terça-feira e espera-se que a partir de 02 de maio reabram os restantes comércios, à exceção das unidades hoteleiras e restauração.

Desde hoje que volta a ser permitido o treino aos atletas de alto rendimento, estando prevista para 01 de maio a reabertura das instalações desportivas ao ar livre, como campos de ténis, pistas de atletismo ou campos de golfe.

O país da Europa Central mantém até 31 de agosto as medidas que proíbem a realização de grandes eventos culturais.

O Governo, no entanto, planeia abrir em meados de maio os museus, bibliotecas e cinemas ao ar livre.

714 mortos em Portugal e 20.206 casos de infeção

Portugal regista 714 mortes associadas à COVID-19 e 20.206 infetados, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Relativamente aos dados de sábado, há um aumento de 27 mortos (crescimento percentual de 3,9 por cento) e de 521 infetados (crescimento percentual de 2,6 por cento).

Tal como ontem, há registo de 610 doentes recuperados.

Em todo o território nacional, há 1.243 doentes internados, menos 10 do que no sábado, e 224 em unidades de cuidados intensivos, menos 4 que ontem.

Pelo menos 4.959 pessoas aguardam resultado laboratorial e 27.947 estão em vigilância pelas autoridades. Desde 1 de janeiro registaram-se 187.694 casos suspeitos, sendo que 162.439 não se confirmaram.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.