Para almoçar ou jantar, os portugueses estão sempre prontos. De norte a sul do país, andam sempre à procura de novidades. Em Lisboa, há muitas. Ano após ano, apesar do balde de água fria para o setor da restauração que foi a pandemia, a capital portuguesa continua a saber reinventar-se. Para além de novos estabelecimentos elegantes e sofisticados para experimentar, não faltam ementas renovadas que apostam na sazonalidade e na portugalidade. Mas também não faltam propostas internacionais para (re)descobrir.

1. Müla

É uma das novidades do verão de 2022 e pretende afirmar-se como uma nova lufada de ar fresco no bairro de Alvalade. A cozinha portuguesa e a culinária de influência latina são as estrelas maiores da carta deste novo espaço de restauração do grupo Mercantina que, a par de uma decoração orgânica e acolhedora, também aposta forte nos vinhos e nos coquetéis. A partir das 17h00, servem-se petiscos e tapas. A esplanada com 40 lugares é outro dos atrativos de restaurante, localizado ao lado da pizaria Mercantina.

2. Sophia

Sophia não é apenas a figura misteriosa e imaginada que se esconde por detrás do requintado restaurante a que dá nome. A neta da avó Isabella, outra das protagonistas do enredo, é também a alma da iconografia deste espaço de restauração que, dia após dia, reinventa a cozinha italiana. Elegante e cosmopolita, está localizado na praça Dom Luis I. A par de especialidades gastronómicas de provar e ansiar por mais, sem açúcares refinados nem alimentos processados, serve vinhos de qualidade e coquetéis de inspiração internacional.

3. La Squadra

Uma cozinha de produto, elaborada com uma seleção dos melhores ingredientes frescos, muitos deles originários de Itália, é a proposta gastronómica do restaurante La Squadra, localizado no edifício do My Story Hotel Figueira, na praça da Figueira. Para os meses de maior calor, o chef italiano Augusto Gemeli desenvolveu uma carta repleta de especialidades típicas, como é o caso dos cartoccios, dos rotolos, dos sipedinos, dos guazzettos e dos sgroppinos. Vinhos também são muitos e bons.

4. Flor de Lis

Edgar Rocha é o novo chefe executivo do restaurante do hotel Epic Sana Lisboa. Natural de Aveiro, procura aliar a criatividade e a paixão que tem pela gastronomia tradicional portuguesa e pela culinária mediterrânea aos ingredientes que seleciona criteriosamente. A nova carta do Flor de Lis, a primeira que assina, é inspirada na essência lusa. A bochecha de porco confitada em cevadinha de chouriço e o carabineiro e com salmonete braseado, bivalves e emulsão de caldeirada são dois exemplos do que espera os amantes da boa cozinha.

Restaurante

5. Veramente

Pizza & vino é o lema do Veramente, a pizaria aberta na primavera de 2021 pelo chef e empresário de restauração Igor Penna, um italiano que se apaixonou por Portugal e por uma portuguesa durante uma viagem de comboio. Localizado na avenida Dom Carlos I, este restaurante acolhedor, que também tem uma esplanada convidativa, tira partido dos melhores ingredientes italianos, que importa semanalmente, para apresentar uma cozinha de autor autêntica e despretensiosa. A carta de vinhos também merece um olhar atento.

6. Único

É o novo restaurante inclusivo e sustentável da capital portuguesa. O Único resulta de uma parceria entre o Centro Cultural de Belém, onde está situado, o restaurante Este Oeste do Grupo SushiCafé e a associação Semear, instituição que promove a empregabilidade e a integração socioprofissional de pessoas com dificuldades cognitivas. A carta, elaborada pelo chef Diogo Coimbra, valoriza o uso de legumes biológicos, de fruta da época, de ovos do campo, de pão de fermentação lenta e de compotas caseiras.

7. Sala de Corte

Apresenta-se como a steakhouse de Lisboa que leva à(s) mesa(s) a melhor carne à cidade. Na cozinha deste restaurante, gerida pelo chef Luís Gaspar, todos os cortes são preparados num josper, um sistema de combinação de uma grelha a carvão 100% vegetal com as mais avançados processos de restauração da atualidade. Esta técnica inovadora garante a caramelização perfeita da carne com a conservação de todos os seus sucos, garantindo uma melhor textura e um melhor sabor. O Sala de Corte fica na praça Dom Luís I.

8. Contra

Na doca de Santo Amaro, é um dos novos e concorridos espaços de restauração que vieram trazer um novo fôlego àquela zona da cidade. A esplanada com vista para o rio Tejo é um dos (muitos) atrativos do Contra, um restaurante descontraído e despretensioso que se caracteriza por uma oferta gastronómica eclética e variada, com opções para todos os gostos. Apesar da muita carne e do muito peixe, há especialidades veganas e vegetarianas variadas. Os coquetéis do bar da casa também têm sido elogiados e recomendados.

9. Erva

Este restaurante do Corinthia Hotel Lisboa, em Sete Rios, é um oásis citadino. Assim que lá entramos, somos de imediato transportados para longe do reboliço da cidade. Com uma inspiração estética assumidamente orgânica e mediterrânica, o Erva propõe uma cozinha de partilha vibrante e apelativa. Para tirar partido das (excelentes) condições meteorológicas do país, foi entretanto aberta a Erva Terrace, uma esplanada convidativa que complementa a oferta deste elegante e cosmopolita estabelecimento de restauração.

10. Sauvage

Com recurso a ingredientes pouco convencionais e técnicas de confeção aprimoradas, o restaurante mais selvagem da capital não para de evoluir. Habituado a viajar por diferentes climas, latitudes e geografias, o Sauvage apresenta uma nova proposta gastronómica temperada pela cozinha do mundo. Situado na avenida António Serpa, é um verdadeiro elogio à diversidade e a uma multiculturalidade repleta de pratos indulgentes, rebeldes e saborosos. Original e exótico, tem um mil-folhas de caramelo salgado que é uma delícia.

11. Oven

O inovador forno que o chef Hary Chapagain trouxe da Índia e que está na origem do nome deste restaurante já é o mais famoso de Lisboa. Na linha do anterior, o novo menu de verão do Oven continua a integrar especialidades clássicas da Índia e do Nepal, país de origem do cozinheiro e empresário, mas aposta também agora em pratos de fusão que dão a conhecer iguarias da gastronomia oriental, servidas aqui com um twist moderno e ousado, sem todavia perderem a autenticidade. Fica na rua dos Fanqueiros.

12. Sud Lisboa Terrazza

Tem uma das melhores vistas da capital e são muitas as celebridades nacionais e internacionais que o frequentam. Localizado na avenida Brasília, em frente ao rio Tejo, o restaurante Sud Lisboa Terrazza continua, ano após ano, a apostar numa cozinha mediterrânica, autêntica e criativa, com (uma grande) influência italiana. Robalo corado e lagostins sobre arroz cremoso de lima e salicórnia é a proposta especial que ainda vai a tempo de provar este mês. A nova carta está repleta de confeções gastronómicas de topo.

13. Salta

Com um menu criativo criado pelos chefs Tomaz Reis e Pedro Lopes que oferece o melhor do encontro da cozinha asiática com a gastronomia centro-americana, o Salta, localizado na rua Rodrigo da Fonseca, em Lisboa, também resulta de um sonho, o de quatro empreendedores de origem brasileira com vivências diferentes que elegeram a capital português para criar um conceito gastronómico distinto e diferenciador. A decoração é elegante e cuidada. Este restaurante também funciona como galeria de arte. Todas as obras expostas estão à venda.

14. Pinóquio

No ano em que comemora o quadragésimo aniversário, o restaurante Pinóquio, famoso pelos seus petiscos, voltou a abrir portas. Inaugurado em 1982, regressou, no início deste ano, à praça dos Restauradores, depois de três anos em Santa Justa. Apesar de mais elegante e sofisticado, mantém o espírito boémio de sempre. Este renovado espaço conta agora 250 lugares, 100 repartidos por três salas interiores e restantes 150 na esplanada, o local perfeito para um escape citadino nos dias quentes de verão.

15. MAAT Kitchen

Cozinha de autor à beira-rio num restaurante localizado num dos mais impressionantes novos museus portugueses é o que propõe o MAAT Kitchen. Este conceito de fine fusion dining, outro dos projetos de restauração do grupo Mercantina, ocupa parte das instalações do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa. Além de pratos individuais, há muitas especialidades para partilhar. No mesmo espaço, funciona também o MAAT Café, com propostas para leves para momentos mais descontraídos.

16. Selllva

Servir uma cozinha saudável e cheia de sabor, com influências dos vários continentes, sem constrangimentos nem fundamentalismos, é a lei do Selllva. Neste restaurante criativo, situado na rua Mouzinho da Silveira, há opções para todos, independentemente de serem veganos, vegetarianos ou carnívoros. As propostas gastronómicas servidas evitam alimentos processados e açúcares refinados. O brunch e a carta de coquetéis são outros dos atrativos deste estabelecimento de restauração com uma decoração (muito) moderna.

17. In.Vulgar

No cruzar da histórica rua dos Fanqueiros com a emblemática praça da Figueira, o In.Vulgar é outros dos lugares para ir com os amigos e/ou com a família provar sabores tal como o nome. Invulgares. Num ambiente amigável e descontraído, com um serviço de excelência, este novo restaurante lisboeta, que abriu portas a 19 de abril e enfrenta agora o seu primeiro verão, propõe uma cozinha com um toque contemporâneo que vive ao sabor da sazonalidade. A carta de vinhos, variada e eclética, tem rótulos de todas as regiões vínicas do país.

18. Mama Shelter Lisboa

Idealizada como uma releitura portuguesa da típica brasserie francesa, a decoração do restaurante do hotel Mama Shelter Lisboa está repleta de elementos iconográficos nacionais. O teto exibe um fresco assinado pelo artista Beniloys, que, com centenas de peixes pintados à mão, transporta o cliente diretamente para debaixo do mar. Também há elementos em cerâmica da Bordallo Pinheiro. A nova carta, assinada pelo chef Nuno Bandeira de Lima, também tem um toque (muito) português. Fica na rua do Vale de Pereiro e tem um rooftop imperdível.

19. Suba

Foi considerado internacionalmente um dos melhores restaurantes de luxo de 2022, um galardão que conquistou na cerimónia de entrega dos prémios International Dining Awards, o ano passado. O Suba, o  restaurante do hotel Verride Palácio Santa Catarina, tem uma vista privilegiada para o centro histórico de Lisboa, que também já lhe valeu uma distinção. A equipa liderada pelo chef Fábio Alves proporciona uma experiência gastronómica arrojada, fundindo a cozinha de raiz portuguesa com técnicas, texturas e sabores que conquistam de imediato.

20. Marlene,

Ao lado do Zunzum, o penúltimo espaço de restauração que abriu, no Terminal Internacional de Cruzeiros de Lisboa, Marlene, é a nova proposta gastronómica da chef Marlene Vieira. A vírgula a seguir ao nome próprio, propositada, é um sinal de irreverência que a reputada cozinheira procura imprimir ao seu novo reduto de cozinha de autor. O receituário português surge aqui modernizado através de uma combinação de técnicas contemporâneas em propostas pautadas pela sazonalidade e pela sustentabilidade.

21. Sála

Localizado na rua dos Bacalhoeiros, tem no nome o apelido do chef que o criou. Fazer dele a sua sala de visitas é a intenção de João Sá. Este é um espaço intimista, onde a cozinha à vista convida a conhecer as sugestões do cozinheiro. Aqui, os sabores andam ao ritmo das estações. O restaurante Sála tem capacidade para acolher 36 comensais e apresenta um design de interiores português depurado e luminoso que rivaliza com as especialidades que serve. A carta de vinhos também merece uma observação atenta.

22. Drogaria

Depois de ser uma drogaria, ainda chegou a ser uma loja de móveis, mas o empresário Paulo Aguiar deu-lhe uma nova vida. Hoje, é um restaurante (muito) acolhedor. Localizado na rua Joaquim Casimiro, na Lapa, em Lisboa, o Drogaria , que abriu no final de 2019, aposta numa cozinha portuguesa com um toque de originalidade contemporâneo para surpreender uma clientela ávida de novas experiências gastronómicas. O cenário envolvente ajuda. As guiosas de cozido à portuguesa são um sucesso desde o primeiro momento.

23. JNcQUOI Avenida

É um dos estabelecimentos de restauração mais elegantes da capital. Frequentado por figuras públicas nacionais e internacionais, vive (muito) da imagem mas também das especialidades gastronómicas que serve, elogiadas publicamente pelos famosos que já as experimentaram. Para além de colaborar regularmente com outros restaurantes, o JNcQUOI Avenida, na avenida da Liberdade, inova nos pratos que propõe. Há especialidades portuguesas, comida do mundo, vinhos de referência e coquetéis coloridos e refrescantes.

24. Lat.a

A cozinha latino-americana tem muitos apreciadores em Portugal e o restaurante Lat.a é um dos melhores espaços para a saborear. Para começar, há ceviches, pastéis e empanadas. Para pesticar, há tacos, burritos e hambúrgueres. Nos pratos principais, a feijoada à brasileira, uma das especialidades, rivaliza com a moqueca de corvina, com o bobó de camarão e com a picanha. Para sobremesa, há brigadeirão, musse de chocolate e churros com doce de leite. O bar de margaritas, piscos, capirinhas e mojitos é outro dos atrativos do espaço.

25. Allora

Localizado na avenida Fontes Pereira de Melo, o restaurante italiano Allora recupera os sabores antigos da cucina della nonna clássica, reinventando-os com um toque de elegância e modernidade. Com uma decoração é cosmopolita, é inspirado nas autênticas trattorias, as famosas casas de pasto italianas. O restaurante do hotel Epic Sana Marquês tem a sofisticação de um espaço de restauração moderno e cosmopolita e aposta numa culinária de raiz, confecionada com produtos de qualidade que garantem sabores genuínos.

25 restaurantes em Lisboa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.