A gravidez é uma fase especial, sendo necessário redobrar certos cuidados com o rosto e corpo. É um período de muitas mudanças no corpo, como a revolução hormonal, um maior volume de sangue que circula pelo organismo e característica por problemas de circulação e retenção de líquidos, e por isso é importante saber o que fazer para enfrentar todas estas mudanças.

 

Rosto
Quanto aos cuidados a ter com o rosto, esta é uma altura em que a pele está mais sensível e podem produzir-se algumas alergias, por isso é importante o uso de produtos hipoalergénicos. De manhã e à noite, é sempre aconselhável proceder à limpeza do rosto com um leite de limpeza, e uma vez por dia aplicar um creme com propriedades bastante nutritivas. Esta é também uma fase propensa ao aparecimento de manchas, normalmente a partir do terceiro ou quarto mês, devido à produção de melanina em excesso, alterando a pigmentação da pele. A prevenção passa pela utilização, ao longo de todo o ano, de protetores solares de alto índice. É comum também a formação de papos nos olhos, devido à retenção de líquidos normal no período da gravidez, convém então dormir com uma almofada baixa, usar um creme de contorno específico para os olhos e se necessário, aplicar ainda pela manhã compressas de água fria.

 

Peito e barriga

À medida que a gravidez vai avançando, a pele da região do peito e abdómen tende a distender-se rapidamente, criando o risco de as fibras se romperem, originando estrias. São mais propensas as mulheres que, sem ter estado grávidas, já têm algumas. Para minimizar este problema, é muito importante nutrir a pele duas vezes por dia (ou até mais se for necessário), começando desde que se confirma a gravidez, com um creme específico e fazê-lo penetrar completamente com uma massagem em sentido circular. No entanto, é de salientar que as grávidas não podem usar substâncias antiestrias, como o ácido retinoico, nem hidratantes à base de ureia, pois têm uma ação muito forte, mas cremes e óleos à base de elastina e silício são benéficos e devem estar presentes desde o ínicio da gravidez.

 

Dedique também especial atenção à sua dieta, já que uma grávida deve engordar entre 12 a 15 kg para evitar ganhar peso excessivo e garantir que ingere todos os nutrientes necessários. Para além de que com o peso certo a grávida terá uma gravidez mais confortável e mais equilibrada.

A prática de exercício poderá ajudar também, desde que com moderação e de forma simples, uma vez que fortalece os músculos e facilita o bombeamento dos vasos sanguíneos, evitando possíveis varizes. Uma prática regular e segura de exercício aumentará, o bem-estar físico e psicológico da futura mãe e ajudá-la-á a estar mais ativa, com um corpo mais flexível e em forma.

Pernas
O maior volume de sangue e a pressão do útero dificultam a circulação e provocam problemas de peso, inchaços, varizes e celulite. Para reduzir este tipo de problemas, não deve estar muito tempo em pé nem sentada; deve igualmente evitar o calor e a roupa apertada demais. É também benéfico sentar-se e dormir com os pés elevados; o uso de meias elásticas, fazer caminhadas todos os dias durante cerca de 30 minutos, passar as pernas por duches de água fria, e igualmente o uso de cremes refrescantes! Procure também aplicar os cremes e óleos em movimentos ascendentes antes de dormir, pois isso ativa a circulação e alivia tensões. Relativamente à depilação, não deve usar cera quente, sendo melhor recorrer à lâmina ou às depiladoras eléctricas.

Um outro cuidado que algumas mulheres têm durante a gravidez é fazer drenagem linfática, pois ajuda a circulação e evita a retenção de líquidos. A drenagem linfática manual é um tipo de massagem muito leve em que não há aplicação de força e na gravidez, a área da barriga não deve ser tocada. As drenagens iniciam-se a partir do terceiro mês de gravidez e por recomendação médica. Os benefícios desta técnica incluem diminuição do inchaço nas pernas e pés; melhoria da circulação sanguínea; diminuição do risco de desenvolver varizes; melhoria da nutrição das células e dos tecidos e por fim é ainda um bom exercício de relaxamento.

A drenagem linfática na gravidez vai ajudar a diminuir o cansaço nas pernas e o desconforto dos tornozelos e pés inchados, contribuindo para uma melhor qualidade de vida da grávida. No pós parto a drenagem vai eliminar o excesso de líquidos do organismo da mãe e melhorar as suas defesas.

 

Mãos e unhas 

Durante a gravidez, a ameaça para as mãos e unhas são as infecções por fungos, vírus e bactérias, pois a imunidade nesta fase diminui. O conselho é sempre a prevenção:  secar bem as mãos ao lavar, usar luvas nos serviços domésticos e não retirar as cutículas, que são uma proteção natural. Relativamente aos vernizes, na hora de retirar, será preferível substituir a acetona por um removedor hipoalergénico.

 

Pés 

Os pés acabam por sofrer com a retenção de líquidos já que o inchaço é agravado no terceiro trimestre e o aumento de peso muitas vezes torna os pés mais vulneráveis a fissuras, sendo então muito importante o uso de sapatos adequados nesta fase, um tamanho acima, com um salto até 3 centímetros e de bons materiais, pois os sintéticos não permitem que os pés respirem e por isso são mais propensos à formação de alergias. Depois do banho e como complemento, um hidratante de menta ou óleo de amêndoa e semente de uva ajudam a combater as fissuras da pele.

Não se esqueça de beber muita água ao longo do dia e de manter a sua pele hidratada. A melhor estratégia é a prevenção. As estrias e marcas na pele, que preocupam tantas mulheres, podem ser evitadas se mantiver o seu corpo em forma e sempre muito bem hidratado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.