Justin Bieber decidiu partilhar com o mundo várias fases da sua vida, incluindo as menos boas, tendo partilhado a luta contra o vício em drogas. Num dos episódios do documentário 'Sessions', do YouTube, o cantor admitiu que experimentou cannabis quando tinha apenas 13 anos e ficou dependente da mesma.

Mas não ficou por aqui, com a fama, Bieber também chegou a consumir ecstasy cogumelos e bebia lean.

"Era uma espécie de fuga. Eu era jovem", disse o artista. "A minha experiência foi à frente da câmaras e tive um nível de exposição diferente", acrescentou.

A dada atura, Justin decidiu mudar o rumo da sua vida e deixar para trás o consumo porque "estava a morrer".

"Eu estava a morrer. As pessoas não sabem o quanto as coisas ficaram sérias. Era assustador", partilhou. "Eu basicamente disse para mim mesmo: 'Meu Deus, se tu és real, ajuda-me a passar esta fase, a deixar isto, e se fizeres isso, farei o resto do trabalho'", contou, confessando que deixou os comprimidos mas que como "nunca foi à raiz do seu problema", acabou por ter uma recaída.

A mulher de Bieber, Hailey, também aparece no documentário e explicou: "Eu acho que quando alguém muito jovem sofre de uma ansiedade horrível, que não é diagnosticada, não sabe o que está a sentir e começa a automedicar-se porque isso faz com que se senti melhor. Apenas ajuda a não sentir nada". No entanto, segundo a modelo, só se aproximou de Justin quando este ficou sóbrio.

Leia Também: Justin Bieber confirma diagnóstico e luta contra doença "incurável"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.