Angélico Vieira sofreu o acidente fatal que o matou há (já) 10 anos. Foi na madrugada que 25 de junho de 2011 que o cantor, bailarino e ator de 28 anos, que conduzia um BMW 635D Cabrio se despistou na A1, na região de Estarreja. Seguia a mais de 230 quilómetros por hora quando perdeu o controlo do carro, após o rebentamento de um pneu. Transportado de urgência para o Hospital de Santo Antonio, no Porto, não resistiu aos ferimentos cranioencefálicos graves causados pelo embate. Morreu três dias depois.

Na altura, dois dos ocupantes foram projetados para a autoestrada. Hélio Filipe, amigo de Angélico Vieira, morreu pouco depois de ser atropelado por um condutor que não teve tempo de se desviar. Armanda Leite, que na altura tinha apenas 17 anos e era modelo, ficou paraplégica. Os pais do artista foram, anos depois, condenados a pagar-lhe uma indemnização de 552.000 €. Um quarto ocupante, que seguia ao lado do cantor, bailarino e ator, com o cinto de segurança colocado, sofreu apenas ferimentos ligeiros.

Angélico Vieira sofreu acidente fatal há (já) 10 anos. Artista sofreu ferimentos cranoencefálicos graves e morreu três dias depois

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.