É importante lembrar que reforçar as defesas do organismo implica uma alimentação saudável, uma hidratação adequada e a prática regular de atividade física. Pequenos gestos que, na hora das doenças, podem fazer a diferença numa melhor recuperação.

Uma alimentação saudável (equilibrada, variada e completa) contribui para o aporte suficiente de nutrientes com uma ação importante para o funcionamento eficiente do sistema imunitário como é o caso das vitaminas A, C, B12, B6, D e E, o ácido fólico, o zinco, o ferro e o selénio, bem como os ácidos gordos polinsaturados n-3.

Estes são os 10 segredos das dietas que funcionam
Estes são os 10 segredos das dietas que funcionam
Ver artigo

De entre os vários alimentos que devem estar presentes no seu dia alimentar destacam-se alguns que ajudam a reforçar as defesas naturais do organismo.

Hortícolas

Os hortícolas são indispensáveis para o reforço do sistema imunitário. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo mínimo diário de 400 gramas de hortofrutícolas. Para atingir esta recomendação utilize os produtos hortícolas como acompanhamento no prato e inicie as refeições principais com sopa.

A sopa de hortícolas é uma excelente aliada, devendo ser uma presença assídua na mesa, devido ao seu conteúdo em água, fibra, vitaminas e minerais.

Aproveite os produtos hortícolas disponíveis nesta época pois são de excelente riqueza nutricional (como a abóbora, o agrião, a cebola, a cenoura, o nabo, o espinafres e tantos outros). Inclua ainda leguminosas na sopa, como o feijão, o grão-de-bico, as ervilhas ou as lentilhas. Varie ainda os ingredientes que a compõem, aproveitando as diferenças nutricionais existentes entre os vários alimentos.

Fruta

A fruta deve fazer parte do nosso dia, com 3 a 5 porções. Escolha frutos da época, sendo o outono característico de alimentos ricos em vitaminas antioxidantes, como a vitamina C e a vitamina A, que auxiliam a fortalecer o sistema imunológico contribuindo para proteger o organismo contra as infeções. São exemplo a laranja, o kiwi, a tangerina, a nêspera e o dióspiro.

Peixe gordo

Os peixes gordos como a sardinha, a cavala e o atum são fornecedores de excelência de ácidos gordos n-3, essenciais para auxiliar na resposta inflamatória.

Água

A ingestão de água, em natureza ou sob a forma de tisanas ou infusões, contribui para a hidratação do organismo beneficiando as suas defesas. Sem esquecer que a água deve ser ingerida, mesmo não existindo a sensação de sede, dado que esta, quando aparece, é muitas vezes um sinal de que o organismo se encontra desidratado.

Alimentos para recuperar a silhueta depois das férias
Alimentos para recuperar a silhueta depois das férias
Ver artigo

E se a gripe ou a constipação já lhe bateu à porta lembre-se que a hidratação é o principal cuidado a não esquecer. Febre, tosse, espirros, e em alguns casos vómitos e diarreias, provocam naturalmente desidratação e, portanto, é fundamental manter o corpo hidratado. Pode fazê-lo através de vários alimentos e bebidas, que simultaneamente ajudam a reforçar as defesas naturais do organismo, tais como: a água, as tisanas ou infusões, a sopa, a fruta e os sumos de fruta, evitam que o corpo desidrate, ajudando na sua recuperação.

Lembre-se que uma boa alimentação não impedirá de ter uma gripe ou uma constipação, mas ajudará o seu organismo a reagir melhor à doença.

Um artigo da nutricionista Alexandra Bento, bastonária da Ordem dos Nutricionistas.

Alexandra Bento é doutorada em Ciências do Consumo Alimentar e Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e mestre em Inovação Alimentar pela Universidade Católica Portuguesa, onde é professora convidada da licenciatura em ciências da nutrição e regente das unidades curriculares de Política Nutricional e Alimentar, Nutrição Humana e Gastrotecnia. É Bastonária da Ordem dos Nutricionistas desde 2012.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.