A cenoura contém betacaroteno, um carotenoide com ação antioxidante que estimula a produção de melanina pelos melanócitos, aumentando a proteção natural da pele contra os raios solares, UVA e UVB. Vários estudos concluem que o betacaroteno deve ser ingerido sob a forma de alimento e não como suplemento alimentar. Isso deve-se ao facto de outros constituintes fitoquímicos presentes na cenoura, como a luteína, modelarem a sua ação.

Propriedades

Os constituintes da cenoura aumentam o tempo e duração do bronzeado e melhoram a acuidade visual, ajudando no tratamento de doenças como a degeneração macular relacionada com a idade, retinopatia diabética e diminuição da visão noturna.

Além disso, é benéfica no tratamento do colesterol e tem um elevado poder saciante, reduzindo a absorção de gorduras, sendo útil em regimes de emagrecimento. A cenoura também protege o sistema cardiovascular.

Administração e precauções

A cenoura deve ser consumida sob a forma de alimento, no máximo de cerca de cinco a dez por dia. Quanto a precauções, saiba que raramente dão-se casos de hipercarotenemia, em que a pele fica com uma cor amarelada. Nesses casos, o consumo deste alimento deve ser reduzido.

Sumo para um bronzeado saudável

Coloque cinco cenouras numa liquidificadora. Junte uma pequena porção de frutos do bosque e dois bróculos crus. Adicione meia colher de sopa de amalaki em pó, um produto à venda em dietéticas. Triture tudo e surpreenda-se com o resultado. Esta é uma boa opção para levar para a praia.

Benefícios comprovados

Vários alimentos que constituem a dieta mediterrânica protegem contra o aparecimendo do melanoma. É o caso das cenouras. Segundo um estudo publicado no International Journal of Epidemiology, em 2008, foram analisados 304 pacientes com melanoma, observando-se que a diminuição da incidência chegou a atingir os 10%.

Diversos estudos internacionais têm vindo a sugerir que uma concentração elevada de carotenoides no sangue protege contra reicidivas de cancro da mama e ainda previne o aparecimento do cancro do cólon e da bexiga e ainda de leucemia. Muitas razões, portanto, para aumentar o consumo regular deste alimento no seu quotidiano.

Revisão científica: João Beles (naturopata)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.