O paciente foi transferido para o hospital público Rafic Hariri em Beirute, disse na terça-feira à noite a agência das Nações Unidas para os refugiados palestinianos (Unrwa) que não forneceu mais detalhes sobre o caso de contágio.

Segundo a France Presse, o doente é um refugiado palestiniano que se encontra num campo de refugiados libanês depois de ter abandonado a Síria.

O campo de Wavel, mais conhecido por “Campo Galileia”, fica situado na zona da cidade de Baalbek, no vale de Bekaa.

Uma equipa de médicos encontra-se no local onde realiza testes de despistagem de covid-19, disse a Unrwa através de um comunicado.

No Líbano encontram-se 677 pessoas infetadas pelo novo coronavírus que comunicou 21 mortos.

A propagação da pandemia entre os refugiados sírios e palestinianos é uma das principais preocupações das organizações não-governamentais referindo a elevada densidade populacional nos campos e a existência de famílias numerosas.

No Líbano encontram-se neste momento 174 mil refugiados palestinianos, de acordo com os relatórios oficiais, acreditando-se que o número pode ser superior, ultrapassando o meio milhão de palestinianos.

As Nações Unidas registaram um milhão de refugiados sírios mas o governo de Beirute acredita que se encontram no país um milhão e meio de pessoas que fugiram da guerra na Síria.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 176 mil mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.