“Os clientes bancários continuam a ter total acesso ao dinheiro disponível nas suas contas, quer através da rede de caixas automáticas, quer realizando as operações de pagamento via canais digitais, quer ainda, se necessário, aos balcões”, lê-se no comunicado hoje divulgado pelo banco central, no qual “apela a todos que restrinjam a ida aos balcões ao estritamente indispensável”. 

Recomendações da DGS

A DGS acompanha a situação da expansão do novo coronavírus e recomenda:

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • Evitar o contacto próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas; evitar o contacto próximo com quem tem febre ou tosse;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes, com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;
  • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir;
  • Evitar o contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;
  • Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);
  • Evitar o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;
  • Seguir as recomendações das autoridades de saúde do país onde se encontra.

Segundo o Banco de Portugal, os bancos têm estado a adotar medidas de distanciamento social e isolamento profilático, seguindo as indicações de saúde pública, no âmbito do surto de Covid-19.

Assim, salvo casos excecionais, as agências bancárias continuam a atender clientes, ainda que limitando as presenças dentro dos espaços.

"Até ao momento, o Banco de Portugal não tem relato de problemas relacionados com dificuldades no atendimento físico de clientes. Não há, assim, quaisquer razões para preocupação relativamente à disponibilização de serviços bancários", considerou.

O regulador e supervisor bancário diz ainda que, em colaboração com os bancos e a empresa de serviços de pagamento SIBS, está a adotar as medidas necessárias para que seja mantido o bom funcionamento das infraestruturas de pagamentos.

Recorda ainda o Banco de Portugal que há serviços bancários como abertura de conta que podem ser feitos à distância, por videoconferência, cumprindo os requisitos de segurança e validação de dados.

Segundo a lei recentemente aprovada pelo Governo, essas operações podem ser feitas com documentos com prazo de validade expirado.

Acompanhe aqui, ao minuto, todas as informações sobre o novo coronavírus em Portugal e no mundo.

Coronavírus: como funciona a sala de pressão negativa?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.