A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) desencadeou, através da Unidade Regional do Centro uma ação de fiscalização, na região da Bairrada, no concelho de Águeda, no âmbito das suas competências de fiscalização de segurança alimentar e económica.

A ação tinha como objetivo o "combate à preparação, distribuição e comercialização ilegal de vinhos", informa a ASAE.

Estas intoxicações alimentares podem matar
Estas intoxicações alimentares podem matar
Ver artigo

"Como resultado desta ação foram apreendidas 4.536 garrafas de vinho espumante, tendo sido instaurado um processo de contraordenação ao preparador deste vinho, por ter engarrafado e rotulado aquele vinho como um vinho espumante de qualidade, sem, contudo, respeitar as determinações obrigatórias do seu modo de fabrico, designadamente no que se refere ao período de duração da fermentação", explica a ASAE em comunicado.

O produto "induzia o consumidor em erro no que respeita ao modo de fabrico do vinho espumante, sugerindo que o vinho espumante que comercializa possui características especiais, quando na realidade não as possui", acrescenta o organismo na nota.

O valor total da apreensão ultrapassou os 5.000 euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.