Aos 32 anos, o chefe algarvio, que foi o mais jovem de sempre a conquistar uma estrela Michelin em Portugal – na altura no Bon Bon, em 2015 -, regressa à região com um objetivo de monta: conquistar a famosa Estrela para o Vistas e consolidar o posicionamento deste restaurante na rota gourmet do Algarve. Rui Silvestre sucede ao chefe Albano Lourenço à frente da cozinha do Vistas.

Entretanto, Monte Rei irá manter o ciclo gastronómico “Dar nas Vistas”, que trará em breve ao Algarve dois chefes com estrelas Michelin. A 21 de julho, Fernando Agrasar (1* Michelin), do restaurante “As Garzas”, na Galiza, virá ao Vistas cozinhar com Rui Silvestre, e a 3 de agosto, será a vez de Rui Paula (1* Michelin, Casa de Chá da Boa Nova), rumar a Sul para criar uma refeição de excelência neste restaurante.

Com fortes bases de técnica francesa, Rui Silvestre transforma ligações improváveis em pratos emocionantes e cheios de sabor, selecionando criteriosamente os produtos locais. Em 2017, foi distinguido com o prémio Chef de L'Avenir da Academia Internacional de Gastronomia, que reconhece o talento de jovens chefes promissores a nível internacional.

Em fevereiro do mesmo ano, abriu o Quorum no centro de Lisboa, onde usou o seu perfil de construção gastronómica de fine dining num registo mais informal.

“Estamos cientes do desafio que constitui conquistar uma estrela Michelin para o restaurante Vistas, a montra gastronómica de Monte Rei, mas não temos dúvidas de que o Rui Silvestre estará à altura, como aliás comprova a sua história pessoal”, afirmou Salvador Lucena, diretor-geral do resort.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.