Com a aproximação da primavera, começam a surgir peças que marcam as novas tendências mas, antes de as adquirir, ainda é tempo de aproveitar os saldos, que se prolongam geralmente até ao fim do mês de fevereiro.

Para tirar o máximo partido desta época, saiba o que poderá continuar a usar e o que não se deixam influenciar pela mudança da estação.

Com a ajuda de Helena Antunes, consultora de imagem, revelamos-lhe as tendências da estação anterior que vão continuar a ser moda e damos-lhe e preciosas dicas para não se perca na euforia das pechinchas.

Usar ou arrumar?

Para além de básicos como o vestido preto, a camisa branca, o blazer e a calça preta, «deve manter no
guarda-roupa as calças boyfriend e tipo pantalonas, os práticos macacões, as saias e vestidos soltos, o casado de pele e os shorts curtos e muito frescos», aconselha Helena Antunes.

No que diz respeito a padrões, a consultora de moda não tem dúvidas. «Vamos continuar a ver as bolas (polka dot), como se comprova no desfile Miu Miu. O print animal e as estrelas não vão brilhar tanto, sendo substituídos pelos estampados florais e tropicais», assegura. Por outro lado, «as mini clutchs e as minissaias muito curtas e justas deverão ser arrumadas», sugere a consultora.

Apostas seguras

«Calças e blusões em ganga que podem ser usados de dia ou de noite, bem como um vestido preto, modelo cintado, pelo joelho e clássico, são peças que pode salvar-nos em qualquer ocasião devido ao seu carácter intemporal», refere a consultora, acrescentando, «os casacos curtos, tipo blazer ou a 3/4, cintados e as calças skinny e cigarette estão sempre na moda». Botins rasos masculinos, que para além do conforto conferem classe e irreverência a qualquer look, também fazem parte da lista daquilo que Helena Antunes considera serem bons investimentos.

Quanto aos acessórios, na opinião da consultora, a regra mantém-se. «É sempre mais seguro comprar os básicos que nunca passam de moda. Uma mala clássica, média estruturada, tipo doctor bag, em preto e castanha, é sempre uma boa aposta. Em bijuteria saliento, por exemplo, as pérolas, sempre atuais e extremamente elegantes», aconselha.

Guia de sobrevivência

Reflita sobre estas questões antes de ser perder na loucura dos preços baixos:

Em casa

- Analise o seu guarda-roupa para saber que peças já tem
- Faça uma lista do que precisa mesmo
- Fixe o seu preço e faça um orçamento. Defina o que quer gastar

Na loja

- Prefira peças clássicas, simples e intemporais
- Se não se imaginar a usar as peças pelos menos em três ocasiões diferentes, não as compre
- Coloque a si mesma três perguntas antes de comprar qualquer peça: Serve-me na perfeição? Condiz com o que tenho? Preciso mesmo disto?
- Não compre nada nos saldos que não comprasse ao preço normal

Veja ainda a GALERIA DE IMAGENS COM SUGESTÕES DE PEÇAS PARA APROVEITAR NOS SALDOS

Texto: Fabiana Bravo com Helena Antunes (consultora de imagem)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.