Uma das intervenções de cirurgia plástica mais realizadas em todo o mundo é a lipoaspiração, também designada por liposucção ou lipoescultura, que em 2013 registou uma taxa de crescimento de 43% em países como o Reino Unido. A técnica convencional que nasceu nos anos da década de 1970 evoluiu muitíssimo. Hoje em dia, realiza-se não só em grandes superfícies, como permite tratar zonas corporais menores com pequenas acumulações de gordura localizada. Segundo a zona que se pretenda tratar, pode recorrer a uma ou outra técnica de lipoaspiração. Estas são algumas das mais recentes:

- Microlipoaspiração

A técnica é exatamente a mesma da lipoaspiração tradicional. O que a diferencia é a utilização de cânulas muito mais finas e o facto de ser aplicada sobretudo para tratar  zonas pequenas, como por exemplo, a papada, o pescoço, os joelhos e os tornozelos.

- Vibrolipoaspiração

É semelhante à lipoaspiração convencional mas a cânula que absorve a gordura realiza um movimento de vaivém de 360 graus. Permite uma melhor retração da pele. Outra das suas vantagens é que há menor sangramento.

- Lipoaspiração ultrasónica 3 D

Os ultrassons atuam seletivamente sobre as células gordas, respeitando as restantes estruturas cutâneas.

Veja na página seguinte: O que deve saber antes de avançar para a operação

Vai fazer uma lipo?

Eis o que deve saber antes de avançar:

- As lipoaspirações devem ser realizadas sempre por um cirurgião plástico. A anestesia é local, exceto nas grandes lipoaspirações, que requerem anestesia epidural e, às vezes, geral.

- A lipoaspiração pode praticar-se desde tenra idade até aos 70 anos, sempre que a pele se readapte a um novo volume. Existem, no entanto, algumas limitações à utilização deste procedimento cirurgico. «Não é muito adequado realizar lipoaspirações em crianças cujos tecidos ainda estão em desenvolvimento (o que só acontece por volta dos 17 anos). Correm-se riscos desnecessários», salienta Biscaia Fraga, cirurgião plástico. No entanto, em caso de deformações, é possível realizá-las. «Já operei jovens adolescentes para  acompanhar o seu desenvolvimento mais harmonioso», confessa o especialista.

- No pós-operatório, o paciente pode notar alguns incómodos que passarão com o  tempo e medicação. A recuperação mais eficaz está relacionada com tratamentos estéticos posteriores, como drenagem, mesoterapia, massagens, entre outras. «É conveniente  reduzir certos alimentos para que haja uma manutenção ponderal da própria morfologia», esclarece.

- O tempo de recuperação é bastante rápido. «Após dois meses, os resultados já são muito satisfatórios, ainda que só se considerem definitivos quando decorrerem seis meses», indica o especialista.

- Os preços de uma lipoaspiração variam, em média, entre os 300 € os 8.000 €, dependendo da quantidade de gordura extraída.

Texto: Cláudia Pinto com Biscaia Fraga (cirurgião plástico)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.