Tipos de pele diferentes exigem formulações e produtos também eles diferenciados em função das características, dos problemas e das necessidades de cada um.

Atentas a este fenómeno, as marcas têm vindo a investir, ao longo das últimas décadas, em receitas, dosagens e formatos cada vez mais direcionados, lançando regularmente no mercado novos e inovadores produtos.

Os cosméticos de última geração criados para combater as temperaturas extremas são compostos por verdadeiras texturas leves, frescas e impercetíveis, atrás das quais se escondem fórmulas que são autênticos pesos pesados da eficácia. Descubra as principais características que os distinguem.

Cremes

Os cremes são emulsões
de água em óleo, suaves e untuosos,
e são indicados
para peles tendencialmente
secas, que podem tornar-se
enrugadas,
e que sofrem sensação de
repuxar. Esta textura é ideal para
proteger a pele das pessoas que vivem
em ambientes muito secos e que
estejam frequentemente expostas
à
agressividade dos ares condicionados.

Fluídos

Para as mulheres que
procuram um tratamento ligeiro e fundente.
O fluído
é menos gordo, penetrando
imediatamente
e matificando
a pele, sem deixar uma película
oleosa.
É ideal para usar no verão,
sobretudo
se a humidade ambiental for elevada.

Séruns

Têm uma textura mais fina e
um concentrado de princípios ativos que
penetra na pele sem deixar vestígios
de
gordura. É um tratamento
complementar
que se usa em simultâneo
com o
creme ou o fluído, potenciando
a eficácia
dos princípios ativos destes produtos.
Para além disso, como tem uma maior
concentração
de princípios
ativos, os
seus resultados
são observáveis
mais
rapidamente
do que com outra fórmula.

Brumas

Em inglês, mist, são também uma opção
perfeita para o verão. São sprays dispersíveis,
que até há bem pouco tempo
continham
apenas água termal para
vaporizar
e refrescar, mas que agora
estão carregados de princípios
ativos.
A sensação é a de uma água vaporizada
mas o efeito é idêntico
ao da aplicação
de um creme, já que deixam a pele luminosa,
hidratada e nutrida. Existem brumas
com uma concentração
de ativos
maior do que alguns cremes.

Princípios ativos que funcionam

Os princípios ativos dependem
muito do tipo de pele. «O creme
ideal para uma mulher de
50 anos é, obviamente, diferente
do de uma de 20, sobretudo
no grau de gordura fornecido
à pele mas, de uma maneira
muito
geral, podemos dizer
que na época de praia se deve
escolher hidratantes simples
com a textura
adaptada
ao tipo
de pele», especifica Manuela
Cochito. Para além disso,
é importante que incluam vitaminas, ácido glicólico e ácido hialurónico.

Veja na página seguinte: O poder das vitaminas e dos ácidos

Vitaminas

São essenciais a uma pele naturalmente hidratada e nutrida.

Por exemplo, as vitaminas B5,
C e E ajudam a regular a secreção
sebácea e a evitar
o envelhecimento
celular.


A vitamina C, especialmente,
é um potente antioxidante que,
para além de refrescar e
tonificar a pele, ajuda a lutar
contra os radicais livres, cuja
produção aumenta no verão
por causa dos efeitos do sol.

Ácido glicólico e ácido hialurónico

São ideais para hidratar a pele
a partir do interior já que penetram
um pouco mais profundamente
do que outros agentes,
sem deixar uma sensação
oleosa.
Se a sua pele for seca,
o creme indicado para nutri-la
deve conter ácido glicólico.
Se for mista, o melhor são
as vitaminas C e E, pelas suas
propriedades antioxidantes.

Texto: Madalena Alçada Baptista

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.