Quem nunca pensou em fazer um simples seguro de responsabilidade civil para fazer face a algum vidro partido durante um jogo de bola…? Ou quem não tem um seguro do recheio da casa, por exemplo?

"Muitas vezes todas estas opções visam assegurar bens materiais e, em poucas situações, contemplam o que temos de mais precioso: a nossa vida e a de quem está mais próximo de nós", comenta Patrícia Jimenez, responsável da MetLife, uma das empresas de seguros no mercado.

Mesmo que façamos seguros de acidentes pessoais para os mais novos, assegurando o presente sem muitas preocupações com o futuro longínquo, essa sensação de proximidade temporal leva a que descuremos os anos vindouros e o bem-estar a médio-longo prazo, seja ao nível da salvaguarda financeira da família, seja ao nível da qualidade de vida e, no limite, da própria vida dos filhos e/ou dos cônjuges.

Não são só os bens materiais

"A primeira ideia a reter é a de que não são só os bens materiais que deverão estar protegidos. É importante perceber que há inúmeros fatores que podem afetar a vida das crianças e dos adultos e que podem ser devidamente acauteladas, muitas vezes pagando valores bastante acessíveis", explica a responsável.

O planeamento e proteção financeira devem ser uma das principais questões a ter em conta, numa altura em que a esperança de vida é cada vez maior, a população está cada vez mais envelhecida e os jovens constituem família cada vez mais tarde. Ou seja, acautelar um complemento de reforma é uma opção cada vez mais necessária. 

Também as doenças consideradas graves são um dos grandes flagelos da nossa sociedade e podem causar graves problemas numa família. Além de serem potencialmente fatais, o seu tratamento pode levar a despesas muito elevadas. A contratação de um seguro específico deste tipo, por exemplo, permite apoiar diretamente o segurado e proteger a estabilidade financeira da sua família.

Existem três tipos de seguros que devemos ter em conta para garantir que a família está protegida: vida, acidentes pessoais e acidentes e doença.

Vida

São seguros que providenciam um montante financeiro diretamente aos beneficiários em caso de morte – ou de outra ocorrência prevista no contrato – da pessoa segura, aquele a favor de quem reverte o pagamento efetuado pela Seguradora, quando devido e de acordo com o contrato.

Consoante o tipo contrato, também poderá ser a Pessoa Segura a receber o capital previsto e o valor contratualizado ser usado para saldar a dívida de Crédito Habitação ao Banco, substituir uma remuneração financeira, garantir a continuidade dos estudos dos beneficiários indicados, pagar empréstimos ou dívidas de cartões de crédito, bem como fazer face às despesas de um funeral e de outros custos associados.

Acidentes pessoais

Portugal tem das taxas de acidentes per capita mais elevadas da Europa e esse é um argumento que deve ter em conta na hora de pensar em fazer um seguro deste tipo, seja como salvaguarda de qualquer pessoa que dependa de um salário para pagar as suas contas (em caso de invalidez, por exemplo), seja para fazer face às despesas de tratamento de qualquer beneficiário da família incluído no seguro.

Existem diferentes opções para os seguros de acidentes pessoais para as quais poderá escolher o nível ideal de coberturas – desde o internamento hospitalar, invalidez temporária ou realização de cirurgias, a coberturas para condutores e passageiros de veículos de duas rodas ou sobre fraturas e lesões provocadas por simples quedas de pessoas com idade avançada.

Acidentes e doença

Reúnem o melhor dos seguros de acidentes pessoais e de saúde, proporcionando uma proteção para toda a família em caso de acidente ou doença. Estes seguros estão disponíveis em soluções para crianças, jovens e adultos, disponibilizando opções consoante a idade dos segurados.

Este tipo de seguros engloba normalmente um nível generoso de personalização, com ampla escolha de coberturas específicas, que vão do internamento, médicos, ou enfermeiros ao domicílio e linha de apoio 24h para os mais novos, por exemplo, bem como uma proteção abrangente em caso de acidente ou de doença para os adultos, seja ao nível da realização de exames e de consultas, seja em relação ao internamento hospitalar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.