Num vídeo dirigido aos encarregados de educação, a tutela recomenda que os horários estabelecidos pela escola sejam cumpridos e que o trabalho diário dos alunos seja acompanhado, sublinhando que, mesmo à distância, “não se pode faltar às aulas”.

Cronologia: Os principais acontecimentos ligados à pandemia de COVID-19
Cronologia: Os principais acontecimentos ligados à pandemia de COVID-19
Ver artigo

Alguns dos 10 conselhos do Ministério da Educação passam por verificar se todos os trabalhos propostos são realizados, manter o contacto com os professores e diretores de turma, e ajudar a identificar as dúvidas que os alunos possam querer colocar aos professores.

O ministério aconselha também que os pais aproveitem este período para promover outras atividades que os alunos possam desenvolver em casa, como o exercício físico ou a leitura, numa altura em que cerca de dois milhões de alunos estão a ter aulas à distância.

“Aproveite os tempos livres entre aulas para que haja leitura, muita leitura”, aconselha a tutela no vídeo, em que também são promovidas as visitas a museus e exposições virtuais.

O Governo anunciou na sexta-feira a suspensão das atividades presenciais letivas e não letivas em todos os estabelecimentos de ensino, desde creches a universidades e politécnicos, a partir de hoje e até dia 09 de abril, como uma das várias medias para controlar a propagação do novo coronavírus, numa altura em que o país está em Estado de Alerta.

Recomendações da DGS

A DGS acompanha a situação da expansão do novo coronavírus e recomenda:

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • Evitar o contacto próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas; evitar o contacto próximo com quem tem febre ou tosse;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes, com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;
  • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir;
  • Evitar o contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;
  • Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);
  • Evitar o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;
  • Seguir as recomendações das autoridades de saúde do país onde se encontra.

Segundo dados do Ministério da Educação, só cerca de 800 escolas vão abrir portas, para garantir as refeições dos alunos mais carenciados e acolher os filhos de pessoal hospitalar e de emergência, os únicos que poderão continuar a ir à escola, para que os pais possam ir trabalhar.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou 6.500 mortos em todo o mundo e infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais mais de 75 mil recuperaram.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos de infeção confirmados para 331, mais 86 do que os registados no sábado. A doença provocou até ao momento um morto em Portugal.

Entre os casos identificados, mais de metade (174) estão a recuperar em casa, 139 estão internados, 18 dos quais em unidades de cuidados intensivos. Há três pessoas recuperadas.

O Governo declarou na sexta-feira o Estado de Alerta no país, colocando os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão, e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras medidas.

Acompanhe aqui, ao minuto, todas as informações sobre o novo coronavírus em Portugal e no mundo.

Coronavírus: como funciona a sala de pressão negativa?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.