João Manzarra anunciou a morte do pai na passada quarta-feira, dia 6 de fevereiro. A notícia apanhou de surpresa os seus fãs, mas não o apresentador. António Miguel Manzarra tinha sido diagnosticado com cancro há mais de um ano, o que permitiu ao apresentador e à sua família prepararem-se para “o inevitável”.

“A partida do meu pai à boleia de um cancro foi simultaneamente o momento mais importante e belo da minha vida. Tivemos tempo para preparar o inevitável com amor e aceitação. Fazem-se escutar as saudades de uma existência plena mas estou bem.”, esclareceu esta noite, 13 de fevereiro, na sua página oficial de Facebook.

Mais adiante, Manzarra explicou que não se identifica com as palavras pesadas que foram usadas por grande parte da imprensa para dar a notícia e explicou que tem uma forma diferente de encarar a morte.

“Apenas partilho estas linhas por ter recebido muitas notificações deste acontecimento em vários meios num tom de profunda tristeza com forte incidência nas palavras choro, sofrimento e luto. Embora não me identifique na forma com que a nossa sociedade lida com a morte entendo que tenham contado assim. Na minha memória fica a paz, o amor, a alegria e a libertação. As lágrimas existiram, mas sentidas como se diante de mim estivesse a acontecer o mais lindo pôr do sol alguma vez visto. Há muita beleza na partida.”, lê-se ainda na referida publicação, acompanhada com uma foto rara do seu pai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.