Visitar o museu de arte Amos Rex, o Museu Finlandês de Fotografia e o Museu de Arte de Helsínquia são três programas que quem visita esta cidade finlandesa já sabe que tem de incluir no roteiro, tal como andar de bicicleta, uma das melhores formas de ficar a conhecer esta urbe. Não é a terra do Pai Natal, mas é a capital europeia que mais se aproxima dela e, em todas as alturas do ano, seduz pela arquitetura, pela vida cultural e pela presença do mar Báltico.

1. Ir ao mercado antigo conhecer os produtos locais

O Old Market Hall, nome pelo qual é atualmente mais conhecido o Vanha Kauppahalli, é o ponto de partida perfeito para uma visita à capital da Finlândia. A construção do mercado antigo, onde pode ficar a conhecer e até degustar muitos dos produtos locais, iniciou-se em 1888. Projetado pelo arquiteto Gustaf Nyström, surpreende pela diversidade.

2. Fazer compras num espaço modernista

O Garden – Center for Finnish Fashion, abriu em novembro de 2018, na Kämp Galleria. Este estabelecimento comercial é uma espécie de showroom de marcas de moda finlandesas, como é o caso da Arela, da Samuji, da Terhi Pölkki, da éNHats, da Hálo e da Nomen Nescio. Havendo ainda espaço para nomes emergentes do setor. Este assume-se como um espaço de encontro e discussão e vende também cosmética natural, livros e revistas.

3. Parar para sentir o silêncio

Em pleno centro de Helsínquia, num dos seus mais movimentados bairros, é possível desfrutar do silêncio numa capela luterana que é também uma obra de arquitetura notável. a capela Kamppi tem uma insonorização ímpar e lá vai encontrar sempre pessoas disponíveis para conversar, independentemente da sua religião. Tem ainda a vantagem de ter entrada livre.

4. Provar o melhor da cozinha nórdica

No Olo, localizado no coração de Helsínquia, é fácil cair em tentação. Este restaurante é o melhor exemplo da moderna cozinha nórdica e os pratos dão a conhecer as memórias alimentares da infância do chef Jari Vesivalo. O menu de degustação ultrapassa os 100 € mas merece o dinheiro investido. O irmão mais novo deste restaurante é o Garden by Olo, um bistrô com ingredientes nórdicos, mas de inspiração asiática, com um preço médio de 50 €.

5. Descobrir o que distingue o estilo nórdico

A Aalto House é outro dos pontos de paragem obrigatória. Aino e Alvar Aalto são dois nomes grandes da arquitetura finlandesa e a sua casa e escritório, datados de 1936, foram transformados num museu que mostra o pensamento de ambos, associar o moderno ao tradicional. Um exemplo máximo do estilo nórdico que tanto está na moda.

6. Lanchar num espaço acolhedor

Johan & Nyström é o local ideal para desfrutar de um café de especialidade ou de um chá acompanhado de uma fatia de bolo. Este espaço de restauração, moderno e acolhedor, integra também uma loja onde pode comprar as matérias-primas, os utensílios e os equipamentos necessários para fazer estas duas bebidas.

7. Ver o que há de novo em termos de arte contemporânea

O Museu Kiasma, que pertence à Finnish National Gallery, é uma montra de arte contemporânea feita não só na Finlândia como também no resto do mundo. O próprio edifício, desenhado pelo arquiteto Steven Holl, é um exemplo disso. Uma das exposições que lá esteve patente foi "My main material is light", de Ann Veronica Janssens, que tinha a particularidade de pôr os visitantes a andar de bicicleta no quinto andar do museu.

8. Desfrutar das águas do mar Báltico

O Alla Sea Pool, outro dos locais a incluir no seu roteiro, é um spa marinho que permite desfrutar das águas do mar Báltico em pleno centro da cidade. Além de um ginásio, tem três saunas, duas piscinas de água aquecida e uma de água do mar, todas no exterior. É uma espécie de oásis no meio da cidade e é completamente imperdível.

9. Admirar a natureza no Esplanadi e na colina de Kaivopuisto

O Esplanadi, um dos parques urbanos mais visitados da cidade, merece uma vista, tal como o Kaivopuisto, com a sua famosa colina. Antes ou depois de os ir conhecer, dê um salto a Mannerheimintie para visitar a igreja Temppeliaukio, uma obra-prima moderna construída numa colina de rocha. Esse templo é uma das atrações populares, tal como o edifício do Parlamento, o Museu Nacional da Finlândia, o novo Teatro da Ópera e o moderno e imponente Finlandia Hall.

10. Dormir num hotel como uma cama em forma de ovo

O Klaus K é uma das unidades hoteleiras mais conhecidas da cidade. A temática deste hotel é a epopeia finlandesa, a Kalevala, o que lhe confere um toque de originalidade. Há várias tipologias de quartos, alguns dedicados à arte, e, curiosamente, um que tem uma cama em formato de ovo.

10 coisas para fazer (obrigatoriamente) em Helsínquia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.