Pouco mais de um ano após a sua morte, vítima de cancro no pâncreas, a 6 de julho de 2011, Maria José Nogueira Pinto é hoje homenageada em Cascais.

A malograda política portuguesa, que era jurista de profissão, dá nome à primeira Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).

Com o gesto, a atual administração, sob proposta do provedor, Pedro Santana Lopes, com quem Maria José Nogueira Pinto se incompatibilizou, em 1991, quando era subsecretária de Estado da Cultura, homenageia a
ex-provedora da instituição, que esteve na origem do projeto, localizada na aldeia do Juzo.

A cerimónia de inauguração será presidida pelo antigo primeiro-ministro e contará com a presença do marido e filhos de Maria José Nogueira Pinto, que também foi consultora da Fundação Gulbenkian e presidente da Fundação para a Saúde e da administração da Maternidade Alfredo da Costa. «Através desta nova unidade, a SCML quer contribuir para a melhoria e disponibilidade de cuidados continuados e paliativos, uma especialidade com necessidades crescentes e de grande carência no país», justifica a instituição em comunicado.

10 de julho de 2012

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.