A participação de cerca de cinco mil pessoas na Corrida Vencer o Cancro, que se realizou em Lisboa, permitiu angariar quase 50 mil euros para a União Humanitária dos Doentes com Cancro.

À corrida/caminhada de quatro quilómetros aderiram pessoas de norte a sul do país com o objetivo de ajudar com o valor da inscrição (dez euros) uma instituição que vive de donativos, sendo esta, segundo o seu presidente Luís Filipe Soares, a receita vital para a sua sobrevivência.

“É a terceira vez que se realiza esta prova para angariar fundos para a união e a participação tem vindo a crescer de ano para ano. As pessoas estão cada vez mais sensibilizadas para a importância destas iniciativas”, disse à Lusa Luís Lopes, da organização prova.

Atualmente a União Humanitária, adiantou Luís Filipe Soares, apoia cerca de 50 doentes que chegam em busca de auxílio através da Linha Contra o Cancro.

Raquelina Magalhães, atualmente voluntária e porta-voz da UHDC foi uma dessas doentes que ao saber que tinha cancro da mama procurou ajuda junto da organização e recebeu de imediato o apoio de dois psicólogos para a acompanhar durante o processo de tratamento.

“Duas horas depois de ter feito o contacto telefónico em desespero, tinha duas psicólogas em minha casa e com elas consegui depois alargar o apoio a outras pessoas, pais de colegas de escola do meu filho, que também necessitavam de ajuda”, disse.

Para Raquelina Magalhães, a prova é de extrema importância para permitir a continuidade destas ajudas que no seu caso, defende, foi crucial numa fase difícil de tratamento da doença.

2o de junho de 2011

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.