Sábado, 16 de outubro, celebra-se o Dia Mundial da Alimentação com a FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, a deixar como tema para reflexão e ação, “Our actions are our future” (“As nossas ações são o nosso futuro”). Mensagem que reforça o facto de que os alimentos que consumimos e a forma como os consumimos afetam a nossa saúde e o planeta. Somos, desta forma, chamados a intervir, como parte da solução e da mudança necessária.

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), festeja o Dia Mundial da Alimentação com atividades desenvolvidas pelo Curso Superior de Dietética e Nutrição (estudantes e docentes) para crianças e jovens do Agrupamento de Escolas Eça de Queiroz, com a parceria da Auchan.

Inspirados pelo tema da FAO, foram criadas cinco mensagens chave para mais nutrição, mais saúde, mais planeta. As crianças envolvidas nas ações serão convidadas a participar, entre outras atividades, num jogo da glória gigante sob o tema da alimentação saudável; no “nutrigbingo”; “quem é quem dos hortofrutícolas”, “festival de verão - que escolhas alimentares”.

No que toca às mensagens que serão transmitidas durante as atividades, estas são transversais a toda a sociedade, pelo que a equipa do Curso Superior de Dietética e Nutrição as partilha connosco.

Alimentação de base vegetal

A redução do consumo de produtos de origem animal, em particular a carne, é imperativa. A escolha de fontes alternativas de proteína como as leguminosas (grão, feijão, lentilhas) é uma opção que acarreta outros benefícios, como o aumento de consumo de fibra, diversas vitaminas e minerais, maior saciedade, efeito benéfico sobre o microbioma, entre outros. Também a preferência por cereais integrais, é fundamental para uma alimentação mais rica, mais amiga do ambiente.

Atividade física

A prática de atividade física é essencial, contribuindo para a saúde dos sistemas músculo-esquelético e cardiorrespiratório. Tem ainda um efeito positivo na gestão do peso e no bem-estar físico e mental.

Preferência por alimentos locais e sazonais

Garantem uma maior riqueza nutricional, uma menor pegada ecológica, mais sabor, promovendo a economia local e os pequenos produtores.

Frutas e hortícolas

As frutas e hortícolas são alimentos com uma enorme densidade nutricional. Ricos em vitaminas, minerais, fibra e outros compostos químicos com efeitos positivos na saúde. Em particular os hortícolas, possuem muito baixa densidade energética, contribuindo para a saciedade e manutenção de um peso adequado.

Água

Para uma boa saúde é crucial uma boa hidratação. Beber seis a oito copos de água por dia permite uma boa hidratação, garantindo o funcionamento dos diversos sistemas do organismo e a eliminação de substâncias tóxicas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.