Se é certo que o incumprimento tenderá a aumentar também é certo que as situações de necessidade financeira também não desapareceram. E é ainda mais certo que em momentos de desespero somos presas fáceis para situações menos transparentes ou mesmo criminosas.

O Dr. Finanças tem-se cruzado com muitas famílias que apresentam incumprimentos de crédito. Na prática, esta informação é comunicada ao Banco de Portugal e o seu nome fica como que numa “lista negra” com algumas referências:

  • Vencido;
  • Em litígio judicial;
  • Abatido ao ativo.

Tendo alguma destas referências e mesmo tendo a referência “Renegociado” é proibido que qualquer instituição financeira lhe conceda crédito. E a proibição é uma proibição legal. Nenhuma instituição financeira lhe irá dar crédito tendo qualquer um destes códigos. Se o fizesse estaria a violar a lei e poderia ter graves problemas jurídicos.

Cuidado com os créditos pela internet:

O Dr. Finanças tem atendido diversos clientes que já tiveram más experiências com pedidos de crédito pela internet. Caso esteja a considerar pedir crédito pela internet, tenha atenção a algumas regras de ouro:

  1. Nunca pague comissões de avaliação do seu processo;
  2. Só as instituições financeiras têm o poder de aprovar ou pré-aprovar o seu pedido de crédito;
  3. Para uma avaliação honesta do seu pedido é necessário o envio de documentos.
  4. Não pode ter crédito se tiver o nome no Banco de Portugal;
  5. Não pode ter crédito se estiver desempregado;
  6. Não pode ter crédito se tiver uma penhora;
  7. Não pode ter crédito se estiver de baixa;
  8. Leia com atenção os contatos que assina;
  9. Estude a credibilidade da instituição/consultora que o atende.

Pode optar por ignorar alguma destas regras de ouro mas saiba que se o fizer irá provavelmente ter uma má experiência.

Existem alternativas:

Caso tenha o nome no Banco de Portugal a única alternativa que tem ao seu dispor passa pela renegociação dos seus vários créditos, assunto que abordamos de forma extensa no nosso artigo “Como reduzir as suas prestações financeiras” e cuja leitura recomendamos. Neste contexto mostrámos como foi possível reduzir as prestações financeiras de uma família em mais de 40%.

Caso tenha uma penhora no seu salário existem também alternativas. Sugerimos-lhe a leitura do artigo “Como evitar uma penhora bancária”.

Sugerimos que nos enviei um email ou que deixe o seu comentário abaixo e que nos conte a sua experiência!

João Morais Barbosa

info@doutorfinancas.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.