Trata-se da acumulação de líquido que passa das veias para exterior (espaço intercelular) e provoca inchaço na zona afectada.

A retenção de líquidos é um transtorno metabólico que consiste na acumulação de água no organismo, normalmente nas pernas, abdómen ou mãos, provocando inchaço (edema). Esta manifesta-se quando o nível de líquidos ultrapassa os 75%.


Causas

Deve-se a um desequilíbrio no sistema hormonal que regula o nível de líquido no corpo.

Pode ser causado por excesso de sal na alimentação, défice de proteínas (as proteínas fazem com que o fígado produza albumina, uma substância que evita a acumulação de líquidos), ou pela escassez de nutrientes (vitaminas C e B6, magnésio, potássio e ácidos gordos ómega-3 e ómega-6).

Sintomas

Inchaço, cãibras, fraqueza, palpitações e mal-estar.

Também pode ocorrer queda de cabelo, alergias, unhas quebradiças e tónus muscular debilitado.

Tratamento

Aconselha-se uma mudança dos hábitos alimentares, com uma dieta
rica em proteínas (aves, peixes e legumes), frutos secos, verduras e
frutas.

De quem é a culpa?

Cuidado com o sal. Muita da culpa do excesso de sal (sódio) na
comida cabe à fast food, aos alimentos pré-cozinhados, ao queijo, aos
snacks e aos enchidos. Tente evitá-los e escolha os que têm pouco sal.

O desequilíbrio hormonal que provoca a retenção de líquidos também pode ser produzido por doenças cardiovasculares, gravidez, síndrome pré-menstrual, alterações no fígado ou nos rins e alguns fármacos. Por isso, é importante que seja o médico a determinar qual o melhor tratamento a seguir.