A maca pertence à família das Brassicáceas, a mesma do nabo, das couves e da mostarda. É chamada, pelas suas propriedades tónicas, de ginseng-peruano.

Três estudos clínicos realizados em Itália e no Peru demonstraram que a maca (até às 3 g diárias) aumenta o desejo sexual ao fim de oito semanas de tratamento, sem alterar os níveis hormonais.

Também num estudo realizado em 2008 pelo Departamento de Psiquiatria do Massachusetts General Hospital, de Boston (EUA), foi confirmado que a maca (3 g/dia) pode anular a disfunção sexual causada por antidepressivos (ISRS). A maca reduz ainda os sintomas da menopausa, segundo um estudo publicado em 2008 na revista Menopause. 14 mulheres tomaram 3,5 g de maca durante 6 semanas, obtendo reduções significativas na ansiedade, depressão e disfunção sexual.

Princípios ativos

Flavonóides e antocianinas com ação antioxidante são exemplos dos princípios ativos. Esta planta contém ainda saponinas com ação hormonal que etimulam a libido e a espermatogénese e glucosinatos que impedem a formação de células cancerígenas.

Principais propriedades

O tónico da energia vital é uma das propriedades mais importantes e é aconselhado a desportistas como alternativa ao ginseng. Está também indicado no tratamento complementar de várias patologias, como astenia sexual, depressão, cansaço físico e cerebral. Quando tomado 30 minutos antes das refeições, reduz o apetite.

Outras propriedades

Diminui a infertilidade, principalmente masculina, aumentando o número de espermatozoides. Funciona também como afrodisíaco em ambos os sexos, sem alterar os níveis séricos (no sangue) de testosterona, estradiol e outras hormonas (LH, FSH e prolactina). Reduz ainda a disfunção sexual (falta de libido e ejaculação retardada) que pode ser provocada pela utilização de antidepressivos.

Administração

No Peru, utiliza-se como alimento, tal como
em Portugal se utilizam as cenouras ou batatas, razão pela qual é
difícil falar em doses máximas.

No entanto, existem doses mínimas para
que estas raízes tenham os efeitos terapêuticos referidos.

As
quantidades mínimas recomendads são 500 mg a 2 g do pó da raiz, de manhã
ou a meio da tarde (disponível em cápsulas de gelatina dura ou
comprimidos).

Precauções a ter

Está contraindicada em doentes com
problemas renais. Deve ser utilizada com cautela durante a gravidez por
poder causar contrações uterinas devido ao seu princípio ativo apiol.

Remédios caseiros

As
raízes da maca podem acompanhar qualquer refeição. São, normalmente,
cozidas ou pode-se polvilhar o pó por cima do arroz ou massas. Também se
pode fazer um molho com um pouco de azeite, gengibre e natas de soja
para acompanhar peixe.

Revisão cientifica: João Beles (naturopata e professor no Instituto de Medicina Tradicional de Lisboa)