A prática regular de atividade física previne muitos problemas de saúde que se vão agravando à medida que avançamos na idade. Além disso, ajuda a baixar a tensão arterial e o colesterol. Ande a pé diariamente, pelo menos durante 30 minutos, com uma intensidade moderada. Pode, se for caso disso, não andar tudo de uma vez e repartir por duas ou três vezes. Antes de iniciar o seu exercício físico, leia os conselhos de Maria João Quintela, médica e presidente da Associação Portuguesa de Psicogerontologia (APP):

- Faça, idealmente, atividades que movimentem todos os músculos. Mexa os pés, levante e baixe os braços, esperguice-se, mexa o pescoço para um lado e para o outro e remexa as mãos. Não necessita de um nível de intensidade muito forte. Ao caminhar, pode andar ao seu ritmo. Na piscina, em vez de nadar, pode caminhar tranquilamente dentro de água. Passear o cão é outra alternativa.

- Não tenha pressa. Comece devagar e aconselhe-se previamente com o seu médico antes de o fazer. Aumente gradualmente, com o passar do tempo, o número de períodos temporais que dedica à atividade física, também com aval médico. Deve sentir-se confortável, sem se cansar, todavia, demasiado.

- Tenha cuidado com os horários que elege para praticar desporto. O início da manhã e o final da tarde são os períodos que, por norma, os especialistas nacionais e internacionais mais recomendam. Evite, contudo, atividades que exijam demasiado esforço ao sol, ao vento e ao frio. Independentemente da hora, tenha sempre água por perto para se hidratar.

- Vigie regularmente a tensão arterial. Se estiver demasiado alta ou demasiado baixa, não faça esforços físicos intensos nem sequer moderados. Monitorize também a sua visão e a sua audição. Se vive numa zona urbana e costuma caminhar em zonas onde circulam veículos automóveis, é importante que consiga visualizar bem os obstáculos com que se pode cruzar no caminho e ouvir as buzinas e os sinais sonoros desses meios de transporte.

- Tenha cuidado com o que calça. Para praticar desporto, à semelhança do que também deve suceder nas restantes atividades do quotidiano, deve usar calçado estável e confortável, que garanta a sustentação da coluna vertebral, não lhe dificulte os movimentos e também não o faça transpirar demasiado, o que pode agravar doenças fúngicas e problemas de pele. Apoie-se devidamente para evitar quedas.

- Mobilize outros. Se fizer desporto acompanhado, estará a prevenir o seu isolamento e, simultâneamente, a melhorar a sua sociabilização, o que acaba por se repercutir na sua saúde mental. No caso de ter netos por perto, leve-os a passear consigo, aproveitando as caminhadas para lhes contar histórias ou recordar episódios da sua vida passada. Os filhos, os amigos e até os vizinhos podem ser outras alternativas a considerar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.