As férias de verão são, para muitos portugueses, um dos períodos do ano mais aguardados, pois é nesta altura que as famílias aproveitam não só para descansar e recuperar energias antes da rentrée, como também para desfrutar de algumas atividades de lazer, como viajar em família, ir à praia ou organizar jantares entre amigos.

É neste período de maior relaxamento e diversão que, por vezes, cometemos alguns excessos prejudiciais à saúde do nosso coração, nomeadamente uma alimentação mais descuidada e pouco equilibrada, o consumo excessivo de álcool, um maior sedentarismo, a desregulação do sono e muitos outros.

Todos estes excessos representam comportamentos que aumentam o risco de obesidade, hipertensão arterial ou diabetes, e que, por sua vez, contribuem para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como o enfarte agudo do miocárdio ou o acidente vascular rerebral, duas das principais causas de morte em Portugal e no mundo.

Para prevenir as doenças de coração é fundamental adotar novos hábitos diários e estilos de vida ativa que ajudem a manter o coração saudável e feliz.

Para facilitar a sua jornada, a Zurich preparou um conjunto de dicas sobre as principais rotinas que promovem a sua saúde cardiovascular e que pode implementar a partir de hoje.

10 dicas para um coração mais saudável

1. Pratique exercício físico regularmente

Contrarie o sedentarismo e comece, gradualmente, a adotar um estilo de vida mais ativo. Pode optar por realizar 30 minutos por dia de atividade física moderada, como subir escadas, caminhar, nadar ou andar de bicicleta.

2. Melhore os seus hábitos alimentares

Tenha uma dieta equilibrada e variada, que inclua frutas, vegetais, legumes, cereais integrais e peixe. Reduza o consumo de sal e alimentos salgados, alimentos ricos em açúcar e gorduras saturadas, carnes vermelhas, manteiga e lacticínios gordos.

3. Beba muita água

Esta recomendação é ainda mais importante neste período de maior calor, em que o corpo necessita do oxigénio presente na água para se hidratar. A recomendação é que cada pessoa ingira diariamente cerca de 2 litros de água.

4. Evite o consumo de álcool

Se nas férias não resiste a bebidas alcoólicas, modere o consumo: no caso dos homens, evite a ingestão de mais de duas bebidas por dia (por exemplo, 3,3 dl de vinho); já para as mulheres, não beba mais de uma bebida por dia (por exemplo, 1,65 dl de vinho).

5. Diminua o stress

Adote estratégias para reduzir os níveis de stress na sua vida, como ioga, pilates, meditação ou mindfulness. Poderá também procurar apoio de um psicólogo para o ajudar a minimizar o stress ou a ansiedade crónica.

beber água
créditos: Unsplash

6. Melhore a qualidade do seu sono

Estabeleça hábitos de sono rigorosos e mantenha a disciplina no número de horas de sono diárias. É fundamental que aprenda a relaxar e a levar uma vida, dentro do possível, tranquila. Em idade adulta, deve-se dormir pelo menos oito horas por noite.

7. Monitorize o seu peso, pressão articular, glicose e colesterol regularmente

Para que possa controlar os fatores de risco, é importante manter certos indicadores sob vigilância, nomeadamente o seu peso, pressão arterial e os níveis de glicose e colesterol no sangue. Para além disto, consulte regularmente o seu médico, sobretudo se tiver um histórico de excesso de peso, hipertensão, diabetes, colesterol ou propensão genética para desenvolver doenças cardiovasculares.

8. Deixe de fumar

Abandone, em definitivo, os hábitos tabagistas. Esta é uma mudança que exige uma elevada dedicação da sua parte, mas poderá aconselhar-se junto de um médico sobre os melhores tratamentos e métodos à sua disposição.

9. Não faça a mudança sozinho

Se está disposto a adotar um estilo de vida mais saudável, junte a sua família nesta jornada e crie hábitos saudáveis em conjunto, de forma a promover uma melhor saúde do coração e bem-estar de todos. Uma vida saudável traz também maior felicidade e alegria para que possa aproveitar todos os bons momentos com saúde junto dos seus filhos, pais, avós e netos.

10. Reduza os riscos financeiros

Na realidade, esta recomendação não está associada a nenhum fator de risco para as doenças cardiovasculares, mas é uma medida importante para salvaguardar a autonomia financeira familiar na eventualidade de surgirem doenças cardiovasculares ou outras doenças graves. Equacione contratualizar um seguro de vida para si e para a sua família.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.