Os seus benefícios para a saúde são muitos. As vitaminas são imprescindíveis para nos ajudar a ver bem, para conservar a elasticidade da pele, para cuidar dos ossos, para alimentar a memória e por aí fora… E, sobretudo, para manter o seu sistema imunológico em pleno rendimento. Será que está a ingeri-las em quantidade suficiente? O delicioso robalo, a fruta do pequeno-almoço, a salada de frango ao jantar…

Todos os grupos de alimentos aportam vitaminas essenciais para que o seu organismo funcione como um relógio. Sem dúvida que nem sempre nos alimentamos bem ou porque comemos de forma incorreta ou porque cozinhamos de forma pouco adequada. Esses erros devem ser corrigidos para garantir a ingestão de vitamina A, vitamina C, biotina e B2 nas quantidades que necessita.

A melhor opção é comer os alimentos crus ou cozinhá-los o mínimo tempo possível para aproveitar todos os seus nutrientes. Existem três formas de tirar maior partido das suas vantagens. Três alternativas que deve procurar explorar amiúde no seu quotidiano:

1. Sumos

Sempre que fizer um sumo, beba-o de imediato, uma vez que 15 a 20 minutos depois da sua elaboração terá perdido mais de metade das suas propriedades e vitaminas.

2. Vegetais frescos

Coma-os crus sempre que seja possível, por exemplo, em saladas.

3. Vegetais cozinhados

Coza-os em pouca água e não se descuide com o tempo de cozedura. Aproveite o caldo que é uma fonte de nutrientes.

Formas de aproveitar as vitaminas quando cozinha

Para aproveitar melhor as vitaminas dos alimentos que ingere, deve saber se o alimento em questão é rico em vitaminas hidrossolúveis (solúveis em água e presentes na parte aquosa dos alimentos) ou lipossolúveis (não são solúveis na água e estão presentes nas partes gordas). A vitamina C e as vitaminas do grupo B são hidrossolúveis, pelo que são sensíveis ao calor.

10 alimentos muito light que tornam as pessoas mais saudáveis
10 alimentos muito light que tornam as pessoas mais saudáveis
Ver artigo

Perdem-se quando os alimentos são postos de molho, perdem cor ou são cozinhados. Por exemplo, se mergulhar uma couve em água fria e depois a ferver, terá destruído até 75 por cento do seu conteúdo em Vitamina C. As vitaminas A, D, E e K são lipossolúveis. Mantêm-se estáveis a uma temperatura até 100º C. Se forem fritas, podem perder até 50% do conteúdo de vitamina E.

Estas são algumas das regras a seguir durante a confeção:

- Ao assar tape ou envolva a comida em papel de alumínio. Cozinhar com a técnica ao papillote evita a perda de nutrientes.

- Use o micro-ondas. Há vegetais, como a couve-flor, que retêm mais vitamina C quando são cozidas neste aparelho.

- Lave as frutas e os vegetais apenas o suficiente. Água a mais é sinónimo de menos benefícios para si.

- Utilize a panela de pressão. É o sistema para cozinhar que melhor respeita os nutrientes dos alimentos.

- Evite reaquecer os pratos ou destruirá todos os seus nutrientes.

- Não corte os alimentos em pedaços muito pequenos, pois se o fizer vão perder vitaminas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.