As vitaminas são nutrientes que, à semelhança das proteínas, das fibras, dos hidratos de carbono e dos sais minerais, melhoram o funcionamento dos nossos órgãos, fortalecendo as defesas naturais e prevenindo doenças. "Apesar desta importância, a verdade é que o organismo não produz vitaminas. É preciso ir buscá-las à alimentação, sobretudo às frutas e aos legumes", esclarece um artigo do projeto de literacia de saúde Diabetes 365º, que recomenda ainda a ingestão de outras vitaminas para além das que se seguem.

1. Vitamina A

Melhora o funcionamento dos olhos, que tendem a perder capacidade de visão com o passar dos anos. Também tem benefícios para a saúde da pele, o maior órgão do organismo. Para além de prevenir a secura cutânea, também reforça a resistência às infeções. Encontra-a em alimentos de origem animal como o ovo e o leite assim como nos vegetais de folhas verdes como os espinafres, os grelos e as couves. Frutas amarelas e alaranjadas também tendem a concentrar importantes quantidades de vitamina A.

2. Vitamina B1

Todas as vitaminas do complexo B devem ser parte integrante do seu regime alimentar quotidiano e esta não é exceção. Além de contribuir para a formação do sangue, melhora o funcionamento do sistema nervoso. Também combate os radicais livres, prevenindo o envelhecimento e combatendo a fadiga. Encontra-a em vegetais como as alfaces, os espinafres, as beringelas, os cogumelos, mas também nas leguminosas e nos cereais integrais. A carne de vaca e a de aves, a ingerir sem gorduras, também a fornecem.

3. Vitamina C

Com as suas propriedades antioxidantes, é um autêntico antibiótico natural, como muitos lhe chamam. Combate o stresse, fortalece o sistema imunitário e retarda o envelhecimento interno dos órgãos, o que acaba também por se refletir na imagem exterior. Frutos como o quivi, o ananás, a laranja, o limão e o maracujá são algumas das fontes de vitamina C, que também pode tomar em suplemento. A principal doença associada à falta de vitamina C é o escorbuto, que pode gerar hemorragias internas.

4. Vitamina D

O organismo não a produz pelo que é essencial ingerir regularmente óleo de fígado de peixe, também disponível em cápsulas. O salmão, a manteiga e a gema de ovo são boas fontes desta vitamina, indispensável para a saúde dos ossos e, portanto, para a prevenção de doenças como a osteoporose e o raquitismo. Precisa da ação dos raios solares para atuar, em doses que não necessitam forçosamente de ser grandes. Caminhar na areia é uma das formas de a fixar mas não pode descurar a proteção solar.

5. Vitamina E

Os óleos vegetais, como o óleo de germen de trigo e o de girassol, a gema de ovo, os frutos secos e os cereais são os alimentos onde é possível obter esta vitamina, também ela determinante no atraso do envelhecimento da pele. Para além de proteger o organismo das doenças cardiovasculares, também combate o aparecimento das patologias oncológicas. Também defende os seres humanos da diabetes, do parkinson, da degenerescência macular da idade e das cataratas e alivia os sintomas da artrite.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.