1. Combate a depressão

As pessoas deprimidas possuem níveis baixos de ómega 3, o que pode causar a diminuição da função dos neurotransmissores e recetores. A ingestão de ómega 3 melhora a fluidez das membranas das células nervosas e aumentam a produção de diversos neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina, hormonas responsáveis pelo humor e bem-estar, indica uma meta-análise do Beer Sheva Mental Health Center, em Israel, publicada em 2009.

2. Diminui o risco de diabetes

Uma investigação da Universidade de Valência, Espanha, analisou o consumo de carne e peixe em 945 pessoas entre os 55 e 80 anos com alto risco cardiovascular e descobriu que o consumo de peixe rico em ómega 3 está associado a uma menor incidência de diabetes tipo 2. Outro estudo da Universidade de Harvard garante que o ómega 3 previne o diabetes tipo 2, ao aumentar a expressão da adiponectina, benéfica na regulação do açúcar no sangue.

Tenha os músculos tonificados num ápice com este plano de treino
Tenha os músculos tonificados num ápice com este plano de treino
Ver artigo

3. Regula a pressão arterial

O ómega 3 ajuda a evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias e a garantir a flexibilidade das veias e artérias, afastando doenças como hipertensão, aterosclerose e enfarte. Um estudo da Harvard School of Public Health, dos Estados Unidos, observou que a pressão arterial elevada está relacionada com 31% do aumento do risco de doenças cardíacas.

4. Diminui risco de morte súbita

Um estudo do Physician's Health Study da Universidade de Harvard, Estados Unidos, com base em 22 mil homens, concluiu que aqueles com maiores níveis de ómega 3 no sangue sofrem menor risco de morte súbita.

5. Previne distúrbios de atenção

A deficiência de ómega 3 está associada ao transtorno de défice de atenção e hiperatividade (TDAH) em crianças. O aumento do consumo desta gordura pode reduzir os sintomas desse transtorno, atenuando os níveis de hiperatividade, impulsividade, agitação e agressividade.

6. Melhora a visão

Estudos publicados na revista Ophthalmology, da Universidade Tufts de Boston nos Estados Unidos, mostraram que o índice de degeneração macular é mais baixo entre pessoas que consomem peixe rico em ómega 3 e demonstrou que este ácido gordo pode prevenir o desenvolvimento ou a progressão da degeneração macular relacionada com a idade.

7. Reduz risco de cancro

O consumo de ácidos gordos ómega 3 provenientes de peixes gordos, como o salmão, o atum ou a sardinha, uma a duas vezes por semana, pode reduzir o risco de cancro da mama. Investigadores chineses analisaram dados de 26 estudos sobre 800.000 mulheres e cerca de 20.000 casos de cancro da mama dos Estados Unidos, Europa e Ásia. A equipa dirigida pelo professor Duo Li, da Universidade de Zhejiang, constatou que o aumento de 0,1 gramas de ómega 3 oriundo de peixe por dia reduz o risco de cancro da mama em cinco por cento.

8 exercícios para eliminar os excessos de gordura em pouco tempo
8 exercícios para eliminar os excessos de gordura em pouco tempo
Ver artigo

8. Prolonga a vida

O consumo de ómega 3 está associado à prevenção de doenças crónicas, como o cancro da próstata e do pulmão nos homens, revela uma meta-análise do Centre of  Excellence Science Seafood & Health, na Austrália, publicado no final de 2011, que reviu 168 artigos científicos.

9. Melhora o cérebro

O ómega 3 participa na formação da mielina, uma substância que compõe a estrutura dos neurónios. Uma outra investigação da Northumbria University, do Reino Unido, observou que o consumo de peixe, alimento rico em ómega 3, melhora a circulação cerebral e diminui os riscos de demência associada ao envelhecimento.

10. Diminui o colesterol

O ómega 3 modifica a composição química do sangue, provocando o aumento dos níveis do HDL (colesterol bom) e a diminuição dos níveis de LDL (colesterol mau). Quando este existe em excesso no sangue, aumenta o risco dele se depositar nas artérias e provocar doenças cardiovasculares, como enfarte e hipertensão arterial.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.